Cenário de alerta: leitos de UTI chegam a 97% na Capital; Sete unidades de saúde já alcançaram o limite de capacidade

 










O quadro da pandemia da Covid-19 está levando a rede hospitalar pública e privada a uma situação agonizante: quase todos os leitos de UTIs estão ocupados na Grande Fortaleza e no interior do Estado. A ocupação dos leitos voltados para pacientes com coronavírus chegou a 97,1% nesta segunda-feira (15), em Fortaleza. Esse é o maior percentual desde o pico da pandemia, em maio de 2020, quando marcou 95,8%. Os números mostram que, com o surgimento de novos casos da Covid-19, o cenário é de preocupação.

Ao todo, sete unidades hospitalares da Capital já chegaram a 100% da capacidade para atendimento exclusivo da doença. Em todo o Ceará, a ocupação de leitos somente de adultos atingiu 92,92% e um total de 14 equipamentos de saúde já chegaram ao limite. 

Para tentar dar conta do aumento de casos da Covid-19, o Governo do Ceará e a Prefeitura de Fortaleza anunciaram a ampliação dos leitos e, até o fim do mês, 703 leitos de UTI serão exclusivos para pacientes com a doença.

Casos

No Ceará, são 396.495 casos da doença e 10.836 óbitos. Já em todo país, o balanço divulgado nesta segunda-feira (15), pelo Ministério da Saúde registra 32.197 novos diagnósticos de covid-19 nas últimas 24 horas. Este dado  eleva para 9.866.710 o número de pessoas  infectadas pela doença desde o início da pandemia no país. Ontem (14), o painel de estatísticas marcava 9.834.513 casos acumulados.

Já as mortes pelo novo coronavírus ao longo da pandemia aproximam-se da marca de 240 mil. Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 528 novos óbitos, totalizando 239.773. Ontem (14), o painel de informações marcava 239.245 mortes acumuladas.

Os estados com mais mortes incluem São Paulo (56.304), Rio de Janeiro (31.512), Minas Gerais (16.887), Rio Grande do Sul (11.387) e Ceará (10.836).

Postar um comentário

0 Comentários