Últimas Notícias

Exemplo em Educação Básica, Sobral recebe comitiva do Banco Mundial esta semana


Ivo Gomes em reunião com a comitiva nesta quarta, 12/02/2020
Ivo Gomes em reunião com a comitiva nesta quarta, 12/02/2020 (Foto: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE SOBRAL)
Sobral (Região Norte) recebe a visita de comitiva do Banco Mundial e da Fundação Lemann até a sexta-feira, 14, para demonstrar as práticas educacionais que fizeram o município ser conhecido internacionalmente como exemplo em Educação Básica em países em desenvolvimento.

O objetivo da missão técnica é “aprender com a equipe do governo lições práticas sobre os principais fatores de sucesso do município de Sobral na redução da pobreza de aprendizagem na última década, incluindo o compromisso político para melhorar os resultados da alfabetização, reforçando a eficácia dos professores e o uso de mecanismos de transferência para incentivar resultados educacionais”. Um relatório técnico internacional produzido pelo Banco será confeccionado.

Em 2019, o prefeito Ivo Gomes (PDT) foi convidado para participar de encontro do Banco Mundial em Washington (EUA), para falar sobre o tema. Um dos principais pontos abordados foi o alto nível de aprendizado tanto no 5º quanto no 2º ano do Ensino Fundamental, conforme dados comparados do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb 2017) com os da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA 2014), produzidos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Nesta quarta, 12, há reunião com o prefeito e o secretário da Educação, Herbert Lima. Na quinta, a comitiva se reúne com as equipes técnicas da Secretaria da Educação, que trabalharam nos diferentes aspectos das reformas (sistemas de monitoramento e uso pedagógico de avaliações de aprendizagem, política para docentes e currículo); visita escolas e reúne-se com professores para validar as informações presentes no relatório.

A missão é coordenada por Omar Arias (gerente na área de educação) e conta com a participação de Reema Nayar (coordenadora de iniciativas especiais de educação); Paloma Anós Casero (diretora do Banco Mundial para o Brasil); Pablo Acosta (coordenador de desenvolvimento humano para o Brasil); André Loureiro e Monica Yanez (economistas sênior); Jason Allen Weaver (especialista sênior em educação); Halsey Rogers (economista líder); Michael Crawford (especialista líder em educação); Ruth Charo, Jansen Teixeira e Enrique Alasino (especialistas seniores em educação); Lúcia Nhampossa (especialista em educação); além de outros economistas, especialistas em educação, representantes da Fundação Lemann e intérpretes.

O POVO