Os ministros Sergio Moro (Justiça) e Fernando Azevedo (Defesa) vão ao Ceará na próxima segunda-feira (24), durante o Carnaval.

Desde o início do motim de policiais militares, 51 pessoas foram assassinadas no estado.

No primeiro dia do protesto dos PMs, o senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) levou dois tiros.

Ele tentou investir contra policiais amotinados e familiares em um batalhão em Sobral (a 270 km de Fortaleza).

Na quinta (20), Jair Bolsonaro (sem partido) autorizou o envio das Forças Armadas para reforçar a segurança no Ceará.

O decreto de GLO (Garantia da Lei e da Ordem) no período de uma semana, desta sexta-feira (21) a 28 de fevereiro atendeu a um pedido do governador Camilo Santana (PT).

*Folhapress/ Camila Mattoso
Postagem Anterior Próxima Postagem