Comerciantes de Juazeiro do Norte serão capacitados para atender pessoas surdas e irá estimular a inclusão social


A Prefeitura de Juazeiro do Norte, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (Sedeci), vai capacitar o setor de comércio e serviço para atender à comunidade surda do Cariri. A primeira oficina está prevista para meados de outubro. A capacitação acontecerá dentro do projeto Bem-vindo Romeiro, que preza pelo atendimento humanizado e de excelência ao cliente de uma forma geral. Ou seja, abre as portas à inclusão social.

Na loja de confecções Ponto da Moda, a comunicação por sinais já é realidade. A equipe de vendedores precisou aprender Libras para dar conta da alta demanda e sem deixar a desejar. Resultado: as vendas aumentaram. "Hoje, os nossos 39 funcionários sabem, pelo menos, o básico dessa língua. Estamos vendendo mais e ajudando a incluir os deficientes auditivos na sociedade. É gratificante de todos os lados", afirmou a gerente, Léo Souza.
Não à toa, o Ponto da Moda foi parada obrigatória das centenas de pessoas com deficiência auditiva que desceram à rua São Pedro, nessa quinta-feira, 26. A caminhada fez parte da programação do Dia Nacional do Surdo. Foi uma festa de linguagem própria: as mãos "falaram", "cantaram" , "dançaram"; os olhos assistiram e "escutaram". Ecoou o "não" ao preconceito.
"A ideia é multiplicar essa conscientização de inclusão social junto aos lojistas, bandeira levantada pelo Prefeito, Arnon Bezerra, e por todos nós da gestão", destacou o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Michel Araújo.
Segundo a Diretora de Comércio e Serviço da Sedeci, Josefa Costa, a expectativa é de que, na romaria de finados, em novembro, estabelecimentos comerciais de Juazeiro do Norte estejam aptos a receber surdos. E eles são muitos. Em 2010, o IBGE apontou mais de 15 mil, somente no município.