Avaliação do governo Bolsonaro atinge seu pior índice na região Nordeste


Os índices no Nordeste são piores que nas demais regiões brasileiras 
 
 
Bolsonaro tem rejeição alta entre os nordestinos, segundo a avaliação
A avaliação do governo Bolsonaro no Nordeste chegou a seu pior patamar neste mês, com o ruim e péssimo alcançando 53% dos entrevistados da pesquisa XP Investimentos/Ipespe.

As entrevistas foram feitas nos dias 5, 6 e 7 de agosto, portanto duas semanas após o presidente se referir aos governadores nordestinos pejorativamente como “paraíbas”.

Em janeiro, a avaliação do presidente no Nordeste tinha 33% de ótimo e bom, 31% de regular, 26% de ruim e péssimo e 11% da população que não quis ou não soube responder.

Na medição de agosto, a avaliação do presidente na região tem 20% de ótimo e bom, 24% de regular e 53% de ruim e péssimo. 3% da população não quis ou não soube responder.

Os números são muito piores do que os índices alcançados por Bolsonaro no restante do país.


CN7