Advertisement

Main Ad

URCA realiza colação de grau presencial em Iguatu, depois de 2 anos, para 92 formandos

 

A Universidade Regional do Cariri (URCA) realizou na noite desta quinta-feira, 12, a primeira grande coleção de grau presencial da Instituição, Campus Iguatu, 2021.2, com a presença de 92 formandos dos cursos de Economia (12), Direito (32), Enfermagem (28) e Educação Física (20). A solenidade de colação foi presidida pelo Reitor em Exercício da URCA, Professor Carlos Kleber de Oliveira, contando com a presença de docentes da universidade, pró-reitores, diretores de departamento e coordenadores dos cursos. Próximo dia 26/05, a Colação de Grau Unificada acontece no Ginásio Poliesportivo, no Campus do Pimenta, em Crato, às 19h.

O orador oficial das turmas foi o formando Antônio Rodrigo Pereira da Silva, da turma de Ciências Econômicas, que ressaltou a travessia em tempos difíceis da pandemia e todas as mudanças ocasionadas, para que pudessem chegar ao momento de formatura. Como paraninfo, Professor Mateus Lobo Cavalcante.

As colações até então estavam sendo realizadas de forma remota, seguindo os protocolos de prevenção à Covid-19, dentro das condições legais para a etapa final de formação dos acadêmicos de todos os cursos. A solenidade contou com homenagem especial ao Professor Ismael Lopes, vítima da Covid-19, muito querido pela comunidade acadêmica. O docente chegou à Universidade como estudante e  foi coordenador do Curso de Direito, em Iguatu.

O Paraninfo destacou a importância desse momento, num processo de colheita de um resultado de anos dedicados. “Quero dizer com muita emoção o quanto estou orgulhoso de vocês”, disse, ao afirmar que como professor também está colhendo os frutos.

O Prefeito de Iguatu, Ednaldo de Lavor Couras, também homenageou o Professor Ismael Lopes, vitimado pela Covid-19. Ele destacou o momento de reinício das atividades, com as grandes colações de grau da universidade, através de Iguatu. O prefeito aproveitou para parabenizar todos os profissionais de saúde, que não mediram esforços em trabalhar e proporcionar melhores condições, para que todos pudessem estar juntos nesse momento da colação.

O prefeito ressaltou a importância da URCA, que vem dando a oportunidade de formação aos jovens do Centro-Sul do Estado do Ceará. “Com esse conhecimento que receberam na URCA, com certeza irão levar para muita gente nesse País”, completa.

A Diretora do Campus de Iguatu, Natália Bastos, destacou os dias difíceis vivenciados pelo período de pandemia, todos problemas no contexto da negação da ciência, a violência contra a mulher, que considerou uma pandemia em paralelo, e ao mesmo citou a importância de terem mais oportunidades, tendo em vista a necessidade da mulher diante da sociedade global. “Ser mulher hoje em dia é um ato de resistência”, afirmou.

A URCA é protagonista nas suas ações educativas e uma das maiores instituições do Estado. Com isso, o Reitor em Exercício, Carlos Kleber, destacou a importância da educação na transformação da vida dos nordestinos. A URCA tem sido fundamental nesse processo de mudança. Professor Kleber ainda lembrou da realização do maior concurso da história da URCA, que teve edital lançado ofertando 184 vagas, 45 delas voltadas para o Campus de Iguatu, o segundo maior da Universidade.

O Reitor em Exercício salientou a iniciativa do Governo do Estado, através da Secitece, que promove essas ações. O maior desafio nos últimos anos, segundo ele, esteve em enfrentar a pandemia, com perdas traumáticas, como a partida do professor Ismael.

O Coordenador José Ivo prestou, no final da solenidade de colação, homenagem ao professor Ismael, vitimado pela Covid-19. Ele destacou a trajetória do docente, que foi aluno, professor e coordenador do Curso de Direito do Campus de Iguatu. Ele destacou a sua trajetória vitoriosa, de menino da periferia, a um exemplo de líder na universidade e na sociedade. “Um ser humano que vamos sempre nos orgulhar de ter partilhado o convívio”, disse. Na ocasião, recebeu as homenagens em nome da família, a defensora pública e irmã do professor Ismael, Miriam Lopes.

Postar um comentário

0 Comentários