Advertisement

Açude Germinal em Palmácia é o segundo a sangrar no Ceará

 

Palmácia recebeu chuvas de 113, 2 milímetros. Açude Germinal aumentou de volume. Foto: Reprodução/Sistema Verdes Mares

O Açude Germinal, no município de Palmácia, Região Maciço de Baturité do Ceará, sangrou neste domingo (23 de janeiro de 2022). Agora são dois açudes que sangraram neste ano, segundo dados divulgados pela Companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh).

A Barragem do Batalhão, na cidade de Crateús, foi o primeiro dos 155 açudes monitorados pela Cogerh a atingir 100% da sua capacidade, no último dia 8 de janeiro.

O reservatório tem capacidade para mais de cinco milhões de metros cúbicos de água, e a barragem foi construída em 2017 para evitar alagamentos em áreas de risco em Fortaleza. O governo estuda também utilizar a água do Cocó para abastecer a região.

Três açudes estão com volume acima de 90% e 71 açudes com volume inferior a 30%.

Principais açudes ainda secos
Mesmo com as chuvas, os maiores açudes do Ceará seguem quase totalmente secos. O Castanhão, maior reservatório do país, tem atualmente 8,50% da sua capacidade, conforme a Cogerh; e o Orós, segundo maior do estado 22,86%. Já o Banabuiú se encontra com 8,21%.

Fonte: g1 CE

Postar um comentário

0 Comentários