PF combate falsificação de dinheiro no Ceará e em outros dez estados

 



As notas falsas eram enviadas pelos Correios para 11 estados do País, incluindo o Ceará (Foto: Foto: Polícia Federal)
As notas falsas eram enviadas pelos Correios para 11 estados do País, incluindo o Ceará (Foto: Foto: Polícia Federal)

Dezessete pessoas foram presas em 11 estados do País, incluindo o Ceará, pela Polícia Federal (PF) na Operação Rebote Fakes, que fiscalizou encomendas enviadas pelos Correios. As correspondências continham, ainda de acordo com a PF, objetos postais com cédulas falsas. Os valores somavam cerca de R$ 100 mil e seriam distribuídos para 11 unidades da federação. Além do Ceará, a ação foi realizada nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Pará, Amazonas, Ceará, Rio Grande do Norte, Rondônia e no Distrito Federal. O POVO questionou a PF sobre o número de presos no Estado e aguarda uma resposta.

A Operação teve o trabalho conjunto com a Diretoria de Segurança Corporativa da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e apreendeu um significativo número de objetos postais contendo cédulas falsas em seu interior.


A Polícia Federal apreendeu, desde o ano de 2019, aproximadamente R$ 10 milhões em cédulas falsas nas ações de combate às falsificações de moeda. O órgão ressalta que, em razão da situação de pandemia causada pelo coronavírus, todas as medidas de logística especial para a prevenção do contágio foram adotadas, com distribuição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas e investigados.

                         O POVO 

Postar um comentário

0 Comentários