Em nota, Bispo orienta que igrejas continuem com atividades remotas na Diocese de Crateús

 





O Bispo Dom Ailton Menegussi divulgou nota na manhã de hoje(05), orientando aos padres de todas as paróquias pertencentes a Diocese de Crateús, que não é conveniente uma retomada das atividades presenciais nesse momento, porque a decisão liminar concedida pelo Ministro do STF, Nunes Marques, na noite do último sábado(03), autorizando a realização de cultos e celebrações religiosas em todo o Brasil, pode ser revertida a qualquer momento.

Liminar manda reabrir templos

Em despacho, numa ação em ação movida pela Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure), o ministro determinou que governadores e prefeitos não podem proibir a celebração de atos religiosos desde que sejam preservados os protocolos sanitários, entre eles, a presença de 25% da capacidade de público.

A nota divulgada pelo Bispo acrescenta que seria mais prudente e seguro, o retorno das atividades presenciais a partir do dia 12 de abril, de forma mais respaldada pelo Decreto Estadual. 

O pleno do Supremo Tribunal Federal analisará o caso na sessão da próxima quarta-feira(07). A corte já reconheceu que as restrições de realização de cultos, missas e outras atividades religiosas coletivas podem ser determinadas por decretos municipais e estaduais e que podem se mostrar medidas adequadas e necessárias para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Igrejas evangélicas reabrem em Tauá 

Em contato com a reportagem, o Pastor Cláudio Patrício, da Primeira Igreja Batista Regular de Tauá, que representa a comunidade evangélica no Comitê Municipal de Enfrentamento e Convivência com a Covid-19, disse que o conselho de pastores, em cumprimento a decisão do Ministro do STF, reabriu os templos evangélicos no município, cumprimento fielmente os termos da liminar.

Veja a Nota do Bispo Dom Ailton Menegussi

Repórter Wilrismar Holanda

Postar um comentário

0 Comentários