Nestas eleições municipais, ao menos, 329 candidatos optaram por utilizar títulos religioso nos nomes que serão apresentados nas urnas do Ceará em novembro. Destes, 96% estão concorrendo a uma cadeira nas câmara municipais. Logo depois, aparecem candidatos a vice-prefeito e, por último, aqueles que concorrem ao cargo de prefeito.

Para os pesquisadores, o número de candidaturas ligadas a denominações religiosas no Estado pode ser explicado pelo crescimento de evangélicos no País, além de ser influenciado pela conjuntura nacional, com a adesão de parte do eleitorado a movimentos conservadores.

Os dados fazem parte de um levantamento realizado pelo Sistema Verdes Mares com base nos registros de candidaturas disponíveis no Divulgacand, base de dados de candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Entre os títulos, os mais utilizados estão "Irmão" ou "Irmã", com 68,7% dos postulantes - o que representa 226 candidatos. Na sequência, vêm "Pastor" ou "Pastora", com 23,4% - equivalente a 77 candidaturas. A reportagem também identificou a utilização de nomes como "Padre", "Missionário", "Apóstolo", "Bispo" e "Frei" pelos candidatos, mas em percentuais menores. 


Sobral das Primas 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib