Uma decisão da Justiça Eleitoral de Barbalha determnou nesta sexta-feira (16), aos apoiadores do prefeito Argemiro Sampaio (PSDB), o empresário Woshington Luiz Ribeiro, conhecido por "Woshington dos Cocos"; Cícera Lorrane dos Santos e Jonathan Sobreira Muniz, a retirada imediata de um vídeo onde o empresário faz a divulgação de uma pesquisa eleitoral falsa, a qual acabou sendo compartilhada pelo demais citados nas redes sociais (Facebook).

A suposta pesquisa citada no vídeo, foi divulgado na página do empresário Woshington dos Cocos, no último dia 13. Nela, o candidato Argemiro Sampaio lidera a disputa eleitoral contra o candidato Dr. Guilherme (PDT). No entanto, a postagem acabou reconhecida pela Justiça Eleitoral de Barbalha como falsa, pois não foi registrada no cartório eleitoral. 

Em sua decisão, o juiz eleitoral Marcelino Emídio Maciel Filho estipula o prazo de três dias para que a pesquisa considerada fake news seja retirada do Facebook, sob pena de multa diária no valor de R$ 1 mil.

RÁDIO NOVA CALDAS FM

Em outra decisão do juiz eleitoral Marcelino Maciel Filho, a Associação Civil para o Desenvolvimento de Barbalha (ACDB), mantenedora da Rádio Nova Caldas FM, que por sua vez, trata-se de uma rádio comunitária mantida pela Prefeitura de Barbalha, foi condenada por propaganda eleitoral irregular. 

Usando os microfones da emissora, apoiadores do prefeito Argemiro Sampaio também divulgaram a falsa pesquisa eleitoral, onde Argemiro supostamente lideraria a corrida eleitoral no município. A Rádio Calda foi multada em 20.000 UFIR, hoje equivalente a pouco mais de R$ 89 mil.

  


( FLÁVIO PINTO ) 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib