/




Augusto Aras não engoliu a debandada da Lava-Jato em SP, que esta semana pediu demissão coletiva após atritos com a nova coordenação.

“É um ataque sistêmico. Esse ato político terá consequências”, disse o procurador-geral da República a um aliado.

veja 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib