O governador Camilo Santana mantém esperanças de ver o PT aliado ao PDT no primeiro turno da disputa pela sucessão do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, para enfrentar a oposição que tem como principal nome o deputado federal Capitão Wagner (PROS). Wagner une hoje sete partidos no palanque e intensifica diálogo com PSDB e MDB.


Camilo adotou o silêncio sobre a sucessão na Capital e evitará ao máximo declarações sobre a corrida pela Prefeitura. O silêncio público contrasta com um articulador de bastidores que, ao estilo da ponderação, conversa e fala a interlocutores sobre a importância do grupo situacionista ficar unido logo no primeiro turno da eleição – o primeiro está marcado para o dia 15 de novembro.

Leal aos irmãos Ferreira Gomes que os proporcionaram chegar, em 2014, ao Governo do Estado, Camilo construiu uma relação de fidelidade e, por essa razão, não esconde o empenho para consolidar um projeto político e administrativo na Capital que, em seu entender, avançou como modelo de gestão.

Camilo trabalha pela união com o PDT, mas, dentro do PT, a deputada federal Luizianne Lins avança com o projeto de candidatura e já trabalha a elaboração de um programa de governo a ser apresentado em uma eventual campanha ao Paço Municipal. Claro, são etapas que mostram disposição para a caminhada, mas que não representam, porém, barreira para redefinição de rumos.

Militantes do PT que estão mais próximos ao Palácio da Abolição e nutrem boa convivência com Luizianne consideram que a aliança com o PDT logo no primeiro turno fortalece o que definem como campo democrático para o embate contra à base política do presidente Jair Bolsonaro, representada, em Fortaleza, pelo Capitão Wagner.

O tempo passa o governador Camilo Santana tem pouco mais de 30 dias para contribuir na formação de uma coligação entre PT e PDT – o prazo final para oficialização de uma aliança é 16 de setembro – último dia das convenções para escolha dos candidatos a prefeito e a vereador nas eleições municipais de 2020. Camilo sabe das dificuldades, mas o esforço o acompanha na tentativa de selar um acordo entre PT e PDT na corrida pela sucessão do prefeito Roberto Cláudio.

Ceará agora 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib