O número de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus no Brasil subiu para 2.433 e o total de mortes chega a 57. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde na tarde desta quarta-feira. No último balanço do governo, na terça-feira, o total de infectados chegava a 2.201, com 46 mortes confirmadas. O crescimento no número de casos confirmados foi de 10,5%. No de mortos, o avanço foi de 23,9%.

Compartilhe por WhatsApp:  clique aqui e acesse um guia completo caibre  o coronavírus
O balanço desta quarta-feira mostra as primeiras mortes decorrentes da Covid-19 fora da região Sudeste. Das 11 mortes novas registradas, três foram fora da região Sudeste. Uma no Amazonas, uma em Pernambuco e uma no Rio Grande do Sul.


O Rio de Janeiro continua a ser o segundo estado com os maiores números de casos confirmados e de mortes. Na terça, o estado tinha 305 casos e seis mortes. No balanço divulgado nesta quarta-feira, o Rio de Janeiro tem 370 casos. O número de mortes permanece o mesmo. Em relação ao dia anterior, o crescimento no número de casos foi de 21%.

São Paulo é o estado com o maior número de casos e de mortes. Na terça, o estado tinha 810 casos confirmados e 40 mortes. Nesta quarta-feira, o estado tem 862 casos e 48 mortes. Em relação ao dia anterior, o número de casos em São Paulo cresceu 6%. O número de mortes aumentou 20%.
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, informou que os números estão crescendo num ritmo parecido ao dos últimos dias. Mas ele chamou a atenção para alguns estados.


No Norte, houve a primeira morte, no Amazonas. Segundo Mandetta, era esperado que o estado, com uma metrópole como Manaus, fosse afetado. Ele preferiu destacar a situação de outro estado da região.
— Na região Norte, a gente já esperava. Agora chama atenção o Acre, com 23, um estado de baixa população — disse Mandetta.

No Nordeste, também houve a primeira morte, em Pernambuco, mas Mandetta chamou a atenção para o Ceará, que é o recordista de casos confirmados na região. Isso pode ter sido fruto do trabalho dos serviços de saúde em detectar casos, ou há algum outro motivo a ser entendido ainda.
— O Ceará tem excelente atenção de saúde primária. Temos que perceber se a vigilância ao Ceará é bem sensível, ou se é realmente diferente dos outros [do Nordeste] — afirmou o ministro.

Confira o número de casos por estado:

Região Norte

Acre - 23
Amazonas - 54
Amapá - 1
Pará - 7
Rondônia - 5
Roraima - 8
Tocantins - 7

Região Nordeste

Alagoas - 11
Bahia - 84
Ceará - 200
Maranhão - 8
Paraíba - 3
Pernambuco - 46
Piauí - 8
Rio Grande do Norte - 14
Sergipe - 16

Região Sudeste

Espírito Santo - 39
Minas Gerais - 133
Rio de Janeiro - 370
São Paul - 862

Região Centro-Oeste

Distrito Federal - 160
Goiás - 29


Mato Grosso do Sul - 24
Mato Grosso - 8

Região Sul

Paraná - 81
Santa Catarina - 109
Rio Grande do Sul - 123 


o globo
Postagem Anterior Próxima Postagem