Clássico-Rei será do estadual, se jogado, será com portões fechados
Clássico-Rei será do estadual, se jogado, será com portões fechados
A decisão de prosseguir com jogos do Campeonato Cearense 2020 com portões fechados desagradou o Ministério Público Federal no Ceará. A instituição já prepara ação na Justiça Federal requerendo a paralisação imediata do torneio. O MP Federal no Ceará chegou a enviar recomendação para a Federação Cearense paralisar o campeonato, mas o departamento jurídico da FCF, através do advogado Eugênio Vasques - que gentilmente entrou em contato com a coluna - não recebeu a recomendação antes da reunião.

Reunião realizada nesta segunda-feira, 16, na sede da Federação Cearense, determinou a continuidade da competição - restam nove jogos da segunda fase - confirmada por Eudes Bringel, vice-presidente da Federação Cearense de Futebol.

Todos os clubes presentes apoiaram o seguimento da competição. Guarany e Barbalha não tiveram representantes. Já o Ministério Público Estadual participou da reunião e concordou com os jogos de portões fechados para efeito de terminar a segunda fase.

Em um dia marcado por grande infâmia do futebol cearense, os dirigentes não foram sensíveis ao momento de pandemia mundial por causa do novo coronavírus e optaram pelo torneio ser jogado sem presença de torcedores, ainda que o Sindicato dos Atletas do Ceará, representado pelo presidente Marcos Gaúcho, tenha apelado pela interrupção, no único ato sensato observado na reunião.
Assim, caso não haja determinação superior do Governo do Estado ou da Prefeitura, ou decisão judicial, o Clássico-Rei, por exemplo, será disputado sem torcida, no Castelão.


O POVO 
Postagem Anterior Próxima Postagem