Advertisement

Sobe para 13 o número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil



O Brasil ainda não planeja trazer brasileiros da China, onde, atualmente, 213 pessoas morreram vítimas do coronavírus
O Brasil ainda não planeja trazer brasileiros da China, onde, atualmente, 213 pessoas morreram vítimas do coronavírus (Foto: Mark Ralston/AFP)
O Ministério da Saúde informou no fim da tarde desta sexta-feira, 31, que investiga 13 casos suspeitos de coronavírus no Brasil. Ainda não há casos confirmados na América Latina. As suspeitas no Brasil estão nos estados de São Paulo (7), Rio Grande do Sul (2), Santa Catarina (1), Ceará (1), Minas Gerais (1) e Paraná (1).

O primeiro caso suspeito foi notificado no dia 27 de janeiro. A recomendação do Ministério é adiar viagens à China. Amostras de casos suspeitos serão analisadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. Em breve, também pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará.

Nessa quinta, 30, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou emergência de saúde pública internacional em decorrência do surto da nova mutação do coronavírus (2019-nCoV), primeiro reportada na cidade chinesa de Wuhan.

Coronavírus na China

Autoridades da China informaram que, atualmente, 213 pessoas morreram após contrair o coronavírus, e que o número de infecções confirmadas ultrapassou 9.600.
Trabalhadores do setor médico estão extremamente ocupados em Hubei, província em que apareceu o surto. Mais de 30 mil pessoas por dia têm procurado hospitais e clínicas locais com febre.
O número de casos está se elevando também fora da China continental. Mais de 120 casos de infecção foram constatados em mais de 20 países e territórios. A Itália acabou de confirmar os dois primeiros casos, ambos de turistas chineses.
Até agora, há suspeita de casos de transmissão do vírus entre pessoas no Vietnã, em Taiwan, no Japão, na Alemanha, França e nos Estados Unidos.
O governo americano aumentou os alertas de viagens ao nível mais alto e está pedindo aos seus cidadãos que evitem ir à China e pensem em sair de lá, caso estejam naquele país.

Mais sobre o coronavírus

Com informações da Agência Brasil