Advertisement

Crato : Reforma do Mirandão – projeto arquitetônico começa a ser elaborado

 

Foto: Lucion Oliveira

O projeto arquitetônico de reforma do estádio Mirandão deverá ser entregue à administração municipal do Crato ainda neste semestre. Na tarde desta quinta-feira, 19, o arquiteto Odílio Almeida, da Métrica Arquitetura e Urbanismo, sediada em Fortaleza, veio conhecer as instalações do estádio para dar início ao projeto. A empresa foi a vencedora da licitação pública aberta pela Prefeitura Municipal do Crato da qual participaram seis empresas. 

“O contrato foi assinado ontem e hoje começamos as atividades para o mais breve possível estarmos com o projeto de reforma e orçamento prontos para que o governo municipal possa acessar os recursos junto ao governo estadual”, disse o arquiteto, que classificou a instalação de sensacional.  Observou que parte da arquibancada não foi coberta, conforme consta no projeto original, porém não desmerece o porte do estádio plenamente recuperável. “Sabemos que entre esse projeto e o projeto original, alguns elementos do projeto original, como por exemplo, uns pilares que iriam cobrir parte da arquibancada, não foram executados, mas não desmerece o porte do estádio plenamente recuperável”, pontuou. 

Odílio assegurou que a reforma vai permitir recuperar as estruturas danificadas pela ação do tempo ao longo dos 40 anos de existência, deixando o estádio em excelentes condições para funcionar. “Não vai ser um padrão Fifa, mas com os recursos disponíveis, eu tenho clareza que será possível ter um estádio plenamente recuperado para funcionar muito bem”, afirmou. 

Com relação à possibilidade de construção de arquibancadas do lado oposto às cabines de rádio, o arquiteto não deu garantia que poderá ocorrer, salientando que a verba é limitada, todavia, seguindo a orientação do secretário de Infraestrutura, as prioridades serão atacadas. “É importante que a obra seja iniciada, concluída, e traga os benefícios que precisa trazer para essas instalações excelentes que temos aqui em Crato”, finalizou.






Jornalista Lucion Oliveira 

Postar um comentário

0 Comentários