Advertisement

Deputado suspeito de sequestro de jornalista é cassado em Roraima



Deputado Jalser Renier (Solidariedade)

Deputado Jalser Renier (Solidariedade)

DIVULGAÇÃO/ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE RORAIMA

A Assembleia Legislativa de Roraima cassou o mandato do deputado Jalser Renier (Solidariedade) em sessão extraordinária nesta segunda-feira (28). O parlamentar é acusado de ser o mandante do sequestro do apresentador e jornalista Romano dos Anjos, da TV Imperial, afiliada da Record TV. Jalser Renier foi afastado da função por quebra de decoro.

Ao todo, 19 deputados estiveram presentes à sessão. Apenas um deles, Jânio Xingu (PSB), se absteve. Renier perdeu o posto de deputado na Assembleia Legislativa após quase três décadas ocupando a cadeira. Foram 27 anos de mandato.

 A sessão da cassação foi marcada por protestos fora da casa e uma grande comemoração de opositores de Jalser. O resultado da votação foi comemorado dentro da assembleia. Os deputados votaram o Projeto de Resolução Legislativa nº 004/2022, que “declara a perda do mandato do deputado estadual Jalser Renier Padilha, por conduta incompatível com o decoro parlamentar”.

Jalser Renier chegou a ser preso de forma preventiva em outubro de 2021, na cidade de Boa Vista (RR). O caso pelo qual ele está sendo acusado é de outubro de 2020. Na ocasião, o jornalista Romano dos Anjos teve a casa invadida, foi feito refém ao lado da esposa e sequestrado.

No dia seguinte, ele foi encontrado em uma região rural de Boa Vista, com ferimentos no braço. O deputado suspeito do crime foi detido na Operação Pulitzer II, do Ministério Público de Roraima. O pedido de prisão preventiva havia sido decretado pela juíza Graciete Sotto Mayor Ribeiro. As investigações estão sob sigilo da Justiça.

                                 Fonte R7 

Postar um comentário

0 Comentários