Advertisement

Main Ad

Alta de casos deixa Ceará sob alerta para uma possível 3ª onda da pandemia


Com cenário de aumento de casos de Covid-19 nos primeiros dias do ano, após as comemorações de Natal e Réveillon, o Ceará está sob alerta para o risco de uma possível terceira onda da pandemia. A ameaça reflete o avanço da variante Ômicron e descuido de parte da população com medidas de prevenção à doença, como uso de máscara e distanciamento. O aumento de casos de síndromes gripais, ligados ao vírus H3N2, subtipo da Influenza A, também preocupa as autoridades de Saúde do Estado.

De acordo com dados da plataforma IntegraSUS, gerenciada pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), na primeira semana de janeiro, entre os dias 1º e 8, o Ceará apresentou crescimento de 216% nos diagnósticos confirmados de Covid-19, na comparação com a primeira semana do mês anterior. No intervalo, o número de casos saltou de 957 para 3.157. 

A alta de novos registros de contaminação já começa a pressionar a rede de assistência hospitalar. Atualmente, 56% das UTIs estão ocupadas. Nas enfermarias, o índice é de 45%. No cenário por macrorregiões, o Cariri tem a situação mais preocupante.

O Povo

Postar um comentário

0 Comentários