“Neguim de Pantico” volta a trocar tiros com a PM no Cariri e morreu em Araripe - Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

O Blog mais completo do interior do Ceará com compromisso com a notícia.

Breaking

11/07/2021

“Neguim de Pantico” volta a trocar tiros com a PM no Cariri e morreu em Araripe

"Neguim de Pantico" é acusado de vários crimes em Araripe. (Foto: Reprodução)


 Três semanas após o primeiro confronto com policiais militares, um homem voltou a disparar contra PMs e terminou morto na troca de tiros. Foi por volta das 16 horas deste sábado no Distrito de Pajeú na zona rural de Araripe, onde morreu Francisco Vitorino Salu, de 31 anos, o “Neguim de Pantico”, no confronto com militares do Batalhão de Divisas. Ele residia no Sítio Lagoa dos Ferreiras naquele distrito e respondia por lesões corporais, posses e portes de armas de fogo e várias violências domésticas.

O mesmo tinha desaparecido desde o confronto com militares do Destacamento de Araripe no dia 18 de junho e reapareceu causando temor às pessoas ali residentes. Da vez anterior tinha ameaçado matar sua ex-companheira efetuando disparos em via pública naquela localidade e a mesma correu. Ao fugir na sua moto com Cleiton Muniz Dutra, de 18 anos, se deparou com uma patrulha da PM de Araripe efetuando novos disparos quando houve revide.

Mesmo ferido, Neguim de Pantico conseguiu fugir por um matagal com sua arma e seu amigo foi preso. Sua ex-companheira requereu medida judicial protetiva e a justiça ainda determinou a prisão preventiva do acusado. No retorno ao lugar na tarde de sábado e com um revólver na cintura, o receio era que fosse matar sua ex-mulher e, imediatamente, os militares do Batalhão de Divisas foram lá para tentar prendê-lo cumprindo o mandado judicial.

Além disso, os PMs souberam que ele ameaçava os moradores da localidade e foi visto num matagal próximo à casa de sua ex-esposa. Chegando ao local e para evitar um novo feminicídio no Cariri os policiais incursionaram pelo mato quando terminaram surpreendidos por disparos e revidaram atingindo o mesmo. Os PMs ainda o socorreram ao Hospital Lia Loiola de Alencar, mas Neguim de Pantico morreu pouco tempo após dar entrada. O seu revólver calibre 38 com duas munições intactas e duas deflagradas foi apresentado pelos policiais na Delegacia de Polícia Civil de Crato.

                                            Miséria 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.