Complexo Ambiental Mirante do Caldas, em Barbalha, será administrado pelo Instituto Dragão do Mar - Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

O Blog mais completo do interior do Ceará com compromisso com a notícia.

Breaking


20/07/2021

Complexo Ambiental Mirante do Caldas, em Barbalha, será administrado pelo Instituto Dragão do Mar



A Secretaria de Meio Ambiente do Ceará (Sema) e o Instituto Dragão do Mar (IDM) firmaram parceria inédita através de contrato de gestão para apoio na administração do Complexo Ambiental Mirante do Caldas – Centro de Referência Ambiental e Cultural da Chapada do Araripe, espaço dedicado à educação ambiental e de grande vocação cultural e turística localizado em Barbalha.


Com data de inauguração a ser anunciada em breve, o Complexo Ambiental Mirante do Caldas passa agora a contar com uma equipe própria que fará o planejamento e operação dessas atividades com a supervisão e acompanhamento da Sema, e tomando todos os cuidados e protocolos necessários para essa inauguração com segurança, respeitando os decretos estaduais de isolamento social e atividades autorizadas na região.


O contrato tem vigência de junho de 2021 a maio de 2022 e valor de quase R$ 3,2 milhões de reais destinados à realização de programações de educação ambiental e patrimonial, como exposições e atividades artísticas, cursos e oficinas, visitas guiadas, a operação do teleférico que leva até o Mirante do Cruzeiro do Caldas, local de vista privilegiada da Chapada do Araripe, além de outras atividades necessárias para o adequado funcionamento do espaço e acolhimento do público.


Sobre o Mirante do Caldas

Com construção concluída no início de 2020 e preparativos para início de operações adiados devido à pandemia de Covid-19, o Complexo Ambiental Mirante do Caldas foi concebido para dar visibilidade e valorizar esse importante ponto de interesse turístico da Chapada do Araripe: o Mirante Cruzeiro do Caldas. Um local onde a cultura, a história, a tradição e a religiosidade se encontram com natureza de forma indissociável, especialmente por estar localizado no interior de duas Unidades de Conservação (UCs): a Área de Proteção Ambiental (APA) da Chapada do Araripe e a Floresta Nacional (FLONA) do Araripe-Apodi.


Desse encontro nasce um equipamento público voltado para educação ambiental que destaca de forma original e inovadora as diferentes formas de convivência e preservação do patrimônio natural. O Complexo tem na sua estrutura um Centro de Interpretação e Educação Ambiental, espaço para loja e café para acolher os visitantes, o teleférico liga um dos principais distritos de Barbalha, a Vila do Caldas, ao Mirante do Cruzeiro, um borboletário e uma plataforma de onde se pode contemplar o Vale do Rio Salamanca e o Centro Histórico de Barbalha, e ainda ter uma vista privilegiada da encosta da Chapada do Araripe.


Foto: Antônio Rodrigues


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.