A CADEIA PRODUTIVA DO ARTESANATO DA PALHA DA CARNAÚBA E DO COURO, SERÁ A BOLA DA VEZ DO MUNICÍPIO DE PACUJÁ, IMPORTANTE COLUNA DE SUSTENTAÇÃO PARA MOVER A ECONOMIA LOCAL. - Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

O Blog mais completo do interior do Ceará com compromisso com a notícia.

Breaking

18/07/2021

A CADEIA PRODUTIVA DO ARTESANATO DA PALHA DA CARNAÚBA E DO COURO, SERÁ A BOLA DA VEZ DO MUNICÍPIO DE PACUJÁ, IMPORTANTE COLUNA DE SUSTENTAÇÃO PARA MOVER A ECONOMIA LOCAL.

 


                                     

Com um solo rico e abençoado coberto de CARNAUBEIRAS (Copernicia prunifera) é uma palmeira da família Arecaceae, "endêmica" do SEMIÁRIDO da Região Nordeste do Brasil, Árvore símbolo dos Estado do Ceará e do Piauí e do Município de Pacujá que está retratada na Bandeira do Município e no Altar da Igreja Matriz de São João Batista.

A ÁRVORE DA PROVIDÊNCIA ou ÁRVORE DA VIDA a CARNAUBEIRA possui várias atividades que vai da adubação, uso medicinal, composição para diversos componentes eletrônicos e o ARTESANATO, que gera ocupação e renda para milhões de famílias no Semiárido Nordestino.
A atividade artesanal tendo como principal produto mãe o CHAPÉU, é o SÍMBOLO MAIOR dessa atividade secular, diga-se de passagem que Pacujá respira o artesanato da palha da Carnaúba, é popular, diversificado e sua população está para a PRODUÇÃO do CHAPÉU DE PALHA assim como o ASTRO REI o SOL, está para a Terra.
A Paróquia de São João Batista e a Pastoral da Criança no Município de Pacujá anteveram o triunfo dessa atividade, se deram as mãos e partiram para organizar o setor com o irrestrito apoio do GOVERNO DO CEARÁ, através da CEART - CENTRAL DE ARTESANATO DO CEARÁ, que está qualificando o artesão local, a primeira conquista foi a entrega da CARTEIRA DO ARTESÃO a 37 artistas nato da terra. A CEART tem a tradição de fazer o artesanato gerar renda e ocupação, seu próximo passo será desenvolver uma COLEÇÃO tipo exportação e ARTICULAR com os FORNECEDORES para levar esses produtos para as lojas da CEART que são a VITRINE DO CEARÁ além de levar esses produtos para as feiras, palavras proféticas da Dra. TICIANE GOMES que é Gerente de Produção da CEART. O próximo dever de casa das duas Instituições que abraçaram a causa, será a FUNDAÇÃO, ELEIÇÃO e POSSE da 1ª Diretoria Executiva, Conselho Fiscal e Conselho Deliberativo da ASSOCIAÇÃO DOS ARTESÃOS DE PACUJÁ - ASPAC que irá trabalhar em benefício do setor, fechar PARCERIAS com Órgãos Governamentais, SEBRAE/CE e Instituições afins. 
O entusiasmo dos artesãos locais é contagiante, estão unidos em prol da causa e ansiosos pela CAPACITAÇÕES que serão realizadas pela CEART. O intercâmbio com outros centros produtivos será mantido, a troca de experiência é salutar.
O Município de Pacujá, repentinamente, emergiu positivamente graças aos noticiários que deram visibilidade nacional a essas atividades dos artesãos locais, que viram a oportunidade ideal para se auto sustentarem além de ajudar o município economicamente, socialmente e culturalmente nem se fala, os benefícios advindos serão a REDENÇÃO SOCIAL de centenas de famílias com parcos recursos financeiros.
O Prefeito RAIMUNDO FILHO está sendo brindado pela ação inédita no município desses artesãos, que dará a Pacujá o "status quo" para alcançar o seu objetivo, graças a este potencial o município se tornará em breve num DESTINO TURÍSTICO DO CEARÁ. O chefe do executivo já analisa com interesse e entusiasmo a sugestão aprovada do Comitê Municipal Pró SERRINHA Como Unidade de Conservação Estadual (Elenilson Gouveia de Carvalho, Profª Rita Benjamin, Vereador/Profº Júnior Brito, Profº Edson Pereira, Pe. João Jesuíno Marques e o ambientalista Jorge de Moura) que é: a) - Construção do Museu de Pacujá, b) - Construção da Central do Artesanato, c) - Construção do Porto do Apoio ao Turista na comunidade do Bom Gosto e a recuperação da Cx d'Água de Ferro com uma pracinha em seu entorno na comunidade de Lagoa do Barro, esse conjunto de obras estruturantes e de vital importância para o Setor do Turismo ganharão prioridade, a médio prazo o prefeito Raimundo Filho poderá entregar ao povo pacajuense, esses benefícios que impactarão socialmente, economicamente e culturalmente a nível local e regional. Não temos dúvidas de que, o apoio por parte do prefeito municipal a cadeia produtiva da palha da carnaúba e do couro, transformarão num futuro próximo PACUJÁ na CAPITAL NORDESTINA DO ARTESANATO DA PALHA DA CARNAÚBA e do COURO, destaca ANDERSON PALÁCIO, Assessor Especial do Governo do Ceará junto à Casa Civil. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.