Rio de janeiro celebra mês de orgulho LGBTI+ com instalação de painéis na orla - Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

O Blog mais completo do interior do Ceará com compromisso com a notícia.

Post Top Ad

ANUNCIE AQUI

31/05/2021

Rio de janeiro celebra mês de orgulho LGBTI+ com instalação de painéis na orla

 Postos de salvamento em Copacabana recebem painéis em comemoração ao mês do Orgulho LGBTQIA+, que acontece em junho.


 Agência Brasil 

Os 24 postos de salvamento da orla do Rio receberam painéis de 2m x 5m, em média, com as palavras respeito, liberdade, amor, igualdade, afeto, vida e orgulho e ainda com as cores da bandeira do Orgulho LGBTI+. Placas informativas mostram também as palavras traduzidas para o inglês, italiano, francês, alemão e mandarim.

A instalação, que faz parte do projeto Rio Diversidade, feita pela prefeitura do Rio, por meio da Riotur, empresa de turismo do município, é para reforçar as lutas e as conquistas dessa população e celebrar o mês do Orgulho LGBTI+.

Os painéis nas cores da bandeira do Orgulho LGBTI+ poderão ser vistos até o fim de junho nos cinco postos de Copacabana, em seis espalhados no Arpoador, em Ipanema, no Leblon e um em São Conrado, todos na zona sul, além de oito na Barra da Tijuca e quatro no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste.

Iluminação

Além da galeria com os painéis na orla da cidade, entre os dias 25 e 28 de junho os Arcos da Lapa, no centro, e a Cidade das Artes, que sede da Riotur, na Barra, serão iluminados, das 18h à 01h, com as cores da bandeira LGBTI+.

De acordo com a Riotur, a iniciativa coloca a cidade novamente num cenário de respeito à diversidade e apoio às diferentes identidades de gênero e orientações sexuais. Para a presidente da empresa, Daniela Maia, a cidade do Rio é gigante na hospitalidade, inclusive com reconhecimento internacional e, por isso, a Riotur acende a luz para a diversidade brilhar.

Postos de salvamento em Copacabana recebem painéis em comemoração ao mês do Orgulho LGBTQIA+, que acontece em junho.
Postos de salvamento em Copacabana recebem painéis em comemoração ao mês do Orgulho LGBTQIA+, que acontece em junho. - Tomaz Silva/Agência Brasil

“Somos todas as cores do arco-íris. Essa ação incrível na orla e a iluminação em pontos turísticos reafirmam que somos diversos, sem preconceitos e orgulhosos disso! Feliz a cidade que se posiciona como gay friendly!”, afirmou.

O projeto Rio Diversidade tem apoio cultural da operadora TIM e da empresa OrlaRio e o apoio institucional da Coordenadoria Executiva da Diversidade Sexual (CEDS) da prefeitura do Rio. Para o coordenador da CEDS, Carlos Tufvesson, o Rio tem protagonismo por ter sido pioneiro em legislação municipal para garantir tratamento igualitário às pessoas.

“É maravilhoso poder ver cartões-postais do Rio reafirmarem nosso papel de cidade da diversidade. Somos pioneiros em nosso país quanto à criação de leis municipais que asseguram tratamento igualitário a todos e todas, independentemente de orientação sexual ou identidade de gênero, em órgãos públicos e estabelecimentos comerciais. Tanto nossos turistas quanto nossos cidadãos merecem se sentir bem-vindos e respeitados, cientes de que, em caso de discriminação, podem contar com o Poder Público”, afirmou.

O atendimento na Coordenadoria Executiva da Diversidade Sexual, para acolher quem precisar, pode ser feito pelo telefone 21 2976-9138 ou pelo e-mail cedsrio@gmail.com.

Postos de salvamento em Copacabana recebem painéis em comemoração ao mês do Orgulho LGBTQIA+, que acontece em junho.
Postos de salvamento em Copacabana recebem painéis em comemoração ao mês do Orgulho LGBTQIA+, que acontece em junho. - Tomaz Silva/Agência Brasil

O Dia Mundial do Orgulho LGBTI+ é celebrado em 28 de junho, em homenagem à Revolta de Stonewall, que ocorreu em resposta à invasão da polícia de Nova York ao bar Stonewall Inn, no bairro do Greenwich Village. Os policiais começaram a prender os frequentadores do local, mas foram surpreendidos pela reação de centenas de pessoas revoltadas com a recorrente opressão policial contra pessoas LGBTI+. A reação se transformou em um marco representativo na luta por seus direitos civis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Post Bottom Ad

Pages