Justiça decreta nulidade de todos os decretos restritivos do Rio - Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

O Blog mais completo do interior do Ceará com compromisso com a notícia.

Post Top Ad

ANUNCIE AQUI

06/05/2021

Justiça decreta nulidade de todos os decretos restritivos do Rio

 




Em uma ação movida pelo deputado estadual do Rio de Janeiro Anderson Moraes (PSL), a juíza Regina Lucia de Castro Lima, da 6ª Vara da Fazenda Pública, declarou nulos todos os decretos editados pela Prefeitura do Rio contendo medidas restritivas em função da pandemia de Covid-19. A Procuradoria Geral do Município informou que foi notificada da decisão e que irá recorrer.

No dia 16 de abril, a magistrada havia anulado diversos decretos da prefeitura carioca, mas deixou em vigor algumas medidas recentes que foram assinadas por Eduardo Paes, o que deu ao município o entendimento de que as determinações seguiam válidas.
Entretanto, na decisão tomada na terça-feira (4), a juíza deixou claro a determinação de “nulidade dos demais decretos” e “eventuais futuros decretos” que tratem da limitação do funcionamento do comércio e da circulação de pessoas.

– Os direitos fundamentais postos na Constituição da República são cláusula pétrea, inadmitindo interpretações que, por via transversa, possam atingir o âmago da liberdade individual neles protegida – argumentou a magistrada.

Autor da ação, o deputado Anderson Moraes celebrou a decisão judicial, classificada por ele como “uma medida importante para quem precisa trabalhar”. De acordo com Moraes, as precauções contra a Covid-19 devem continuar, mas as decisões devem ser cumpridas pelo poder público.

– O Eduardo Paes tentou ser malandro para descumprir uma decisão judicial. Mas a Justiça, de forma a não deixar dúvidas, declarou que são inválidos todos os decretos que tiram o direito de ir e vir da população, garantido pela Constituição Federal. É uma medida importante para quem precisa trabalhar. Vamos respeitas as regras, usar máscara, álcool em gel, mas decisão judicial é para ser cumprida – completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Post Bottom Ad

Pages