Governo do Ceará desenvolve Centro de Tecnologia em Cultivo Protegido, em Barbalha - Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

Blog Amaury Alencar - O Mais completo do Interior do Ceará

O Blog mais completo do interior do Ceará com compromisso com a notícia.

Post Top Ad

ANUNCIE AQUI

28/05/2021

Governo do Ceará desenvolve Centro de Tecnologia em Cultivo Protegido, em Barbalha

 



O Ceará trabalha em parceria com várias instituições locais, regionais e estrangeiras para iniciar, no município de Barbalha (a 504 km de Fortaleza), na região do Cariri, as atividades de um Centro de Tecnologia em Cultivo Protegido (CTCP) para atender à produção de frutas, vegetais folhosos (alface, por exemplo), flores e também para criação de peixe e camarão.

O cultivo protegido utiliza estufas (geralmente, coberturas plásticas) e garante vantagens em relação a técnicas tradicionais: melhor uso da água e solo; menor incidência de pragas e, portanto, menor consumo de pesticidas; proteção mais adequada contra mudanças climáticas; e, principalmente, itens com preços mais elevados para o produtor rural.

Alguns produtores estimam ganhos econômicos próximos a 400% nos cultivos protegidos em relação aos tradicionais. Tal experiência já é aplicada com sucesso na Holanda, Israel e Espanha, entre outros países. No próprio Ceará já existem iniciativas do tipo. Mas a proposta do CTCP é mais ampla: tornar-se um centro irradiador dessa tecnologia para outras regiões.

Para alcançar essa meta, o Governo do Ceará, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), buscou os melhores parceiros, a exemplo da Universidade holandesa de Wageningem – principal referência no setor, a Embrapa Tropical, sediada em Fortaleza, bem como especialistas da Unicamp e da própria UFC. Mas há ainda vários outros atores de destaque no projeto. Entre os quais podem ser citados Faec, Senar, BNB, BB, Mapa, Insa, IFCE, Centec, Sebrae e Adece.

“Também estamos contando com fornecedores de insumos, de sementes, fertilizantes, estufas, indústrias de ração e equipamentos”, comenta Silvio Carlos, secretário executivo do agronegócio da Sedet. “Seremos o primeiro centro com essa estrutura na região nordeste do Brasil”, acrescenta.

De acordo com o titular da Sedet, secretário Maia Júnior, a intenção do CTCP é progressivamente oferecer serviços para várias regiões, buscando elevar a produtividade de frutas, flores, vegetais e pescados. “Esperamos contar com a participação de muitos pesquisadores, produtores rurais, fornecedores de insumos e agências de fomento”, observa.

“A proposta do CTCP é o Ceará ser um centro de referência em cultivo para agricultura e pescados em cultivo protegido, adequando módulos às condições de cada região, promovendo eventos técnicos e pesquisas e elevando o valor agregado do agronegócio estadual. Inclusive, contando com a experiência já consolidada em outros países e centros de pesquisa”, projeta Maia Júnior

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Post Bottom Ad

Pages