Região Centro Sul : Cedro Ematerce desenvolve ações impactantes do Projeto Pimp e do Programa Hora de Plantar

 




A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) prossegue com a prestação de assistência agropecuária, gerencial e social aos agricultores familiares, o público-meta, mas respeitando os protocolos da biossegurança, exigidos pelo governo do Estado. Uma prova da assertiva constata-se com as ações impactantes, por meio do Projeto Pimp e do Programa Hora de Plantar, ao produtor rural Cícero Pereira de Aquino (foto abaixo), da fazenda Pedra Grande, na comunidade Beliza, distrito de Assunção, a oito quilômetros, da sede do município de Cedro-CE.

Segundo o responsável pelo Posto Avançado da Ematerce, na cidade de Cedro-Ceará, José André de Sousa, a empresa acompanhou a instalação de 10 Projetos do Programa Irrigação em Minha Propriedade (PIMP), beneficiando 10 agricultores familiares, com um (1) kit de irrigação, para o cultivo de 1,0 hectare de área, por agricultor, destinado à produção de alimentos, para o consumo humano e animal, mediante seu acompanhamento técnico e do técnico agrícola-efetivo Raimundo Geraldo Machado.

Em suas informações, André destacou que o projeto Pimp, do agricultor Cícero Duarte de Aquino, é um exemplo de Projeto bem-sucedido, levando-se em consideração os propósitos do programa de atendimento à demanda alimentar, em qualidade e quantidade, da unidade familiar. Proporciona, ainda, a estabilidade e frequência da produção, afora o incremento da renda familiar, em decorrência da produção de hortaliças, grãos, frutas, tubérculos, plantas medicinais e forragem para alimentação de bovinos, suínos e aves criações exploradas no imóvel.

Legenda: Alimentos, sem uso de agrotóxicos, para consumo da família e venda do excedente da produção.

Prosseguindo, disse que, atualmente, o agricultor e sua família produzem alimentos, para o autoconsumo familiar, que garante a ocupação da mão de obra, predominantemente, familiar, a segurança alimentar e nutricional da família, composta de quatro pessoas. O excedente da produção é comercializado, nas localidades circunvizinhas, no mercado da sede do município e no município de Lavras da Mangabeira-Ceará, contribuindo para o aumento da renda e para a melhoria das condições de vida da família.

Como reforço às suas informações, acrescentou que, na propriedade rural, encontram-se, em pleno desenvolvimento, as atividades de cultivo de hortaliças (coentro, cebolinha, alface), os tubérculos (macaxeira e batata-doce (mudas), as fruteiras (mamão, banana, coco), as culturas (milho e feijão), as plantas medicinais (eucalipto, cidreira, capim santo, etc.), as forrageiras (capim elefante, capim de pisoteio braquiária e palma forrageira), sem falar da criação de bovinos, suínos e aves, que, na opinião do agricultor familiar Cícero, proporcionam uma renda mensal em torno de 3,0 a 3,5 salários mínimos.

Legenda: A Ematerce vem incentivando o plantio de palma forrageira na região do semiárido, para consumo animal.

Ao encerrá-las, o técnico da Ematerce fez questão de ressaltar a satisfação do agricultor e da família, por terem sido beneficiados com a instalação do Pimp, na propriedade, que veio favorecer a estabilização da irrigação e a produção das áreas cultivadas e, consequentemente, a renda contínua familiar. “Para mim, a Ematerce, por intermédio de seus técnicos, ajudam-me a ter uma vida melhor ao lado da família”, concluiu.

ATUAÇÃO DO PIMP

De acordo com o documento Núcleos de Irradicação de Tecnologias, de autoria do assessor estadual da Ematerce, Engº Agrônomo Nizomar Falcão, o Projeto de Irrigação na Minha Propriedade (Pimp) é originário da Lei, nº 16,035, de 20 de junho de 2026, com o objetivo de fortalecer o negócio da Agricultura Familiar, por meio da facilitação do acesso aos agricultores, agricultoras e jovens rurais a eficientes sistemas de irrigação por gotejamento, microaspersão.
No tocante aos equipamentos, são entregues aos produtores rurais, mediante “Cessão Onerosa”, ou seja, metade do valor do equipamento transferido será pago pelo agricultor-beneficiário, com carência de dois anos a contar da assinatura do termo, para iniciar o pagamento. Trata-se, pois, de equipamentos fixos, destinados a irrigar 1,0 hectare e entregues aos produtores rurais instalados e testados, tecnicamente, quanto ao funcionamento.

 

Vale ressaltar que, para ter direito ao Pimp, o agricultor deve atender a determinadas exigências, como pertencer à Agricultura de base familiar, ser proprietário, ou possuir documento contratual da terra, por, pelo menos, 10 anos, pertencer, preferencialmente, a associações, cooperativas, possuir fonte de água segura e de qualidade, durante todo o ano, possuir fonte de energia elétrica, suficiente, para utilização do sistema (pode usar diesel), apresentar análise de solos da área, a ser beneficiada, não possuir sistema de irrigação fixo, não ter dependências burocráticas, estar em dia com a vacinação do rebanho, aceitar e seguir as recomendações, repassadas pela Ematerce e Instituto Agropolos, dentre outras.

PROGRAMA HORA DE PLANTAR

A respeito do Programa de Distribuição de Sementes e Mudas (PDSM/Hora de Plantar 34ª edição), que contou com a presença do prefeito Joãozinho, adiantou André que foram atendidos 1.446 agricultores com a distribuição de 21.700 quilos de sementes de Milho Híbrido, com previsão de plantio de 1.085,0 hectares, com produção esperada de 3.255.000 quilos e uma produtividade de 3.000 quilos por hectare. Em se tratando do Milho Variedade, foram entregues 1.300 quilos, para uma área de 65 hectares, com produção esperada de 975.000 quilos e produtividade de 1.500 quilos por hectare. O Sorgo Forrageiro foram 1.400 quilos, com previsão de plantio de 140 hectares e com produção esperada de 3.500.000,00 quilos e produtividade de 25.000 por hectare.

Legenda: O cultivo de mandioca, num total de 30 m³(trinta metros cúbicos), com previsão de plantio de 10 hectares e produção esperada de 120.000 quilos, com produtividade de 12.000 por hectare.

A Mandioca um total de 30 m³(trinta metros cúbicos), com previsão de plantio de 10 hectares e produção esperada de 120.000 quilos, com produtividade de 12.000 por hectare. A Palma Forrageira: distribuídas 17.000 raquetes, com previsão de plantio de 3,4 hectares (5.000 raquetes por hectare) e densidade de plantio de 2,0m x 1,0 m, com produção esperada de 340.000 quilos e produtividade de 100.000 quilos por hectare.

O Programa Hora de Plantar contribuirá, a exemplo de anos anteriores, para a produção de milho em grãos, forragem e silagem de sorgo, mandioca, para o consumo humano e animal, além das raquetes de palma forrageira, objetivando o aumento do suporte forrageiro, para a alimentação dos rebanhos, durante o período seco.

Legenda: a entrega das sementes obedecendo aos protocolos sanitários com uso de máscara e distanciamento social.

A distribuição das sementes do Programa Hora de Plantar, do Governo do Estado/ Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), contou com a parceria da Ematerce local, as Associações Comunitárias, a Secretaria Municipal de Agricultura, o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTRs) e o Sindicato da Agricultura Familiar (Sintraf) e lideranças comunitárias. Registre-se ser a equipe de trabalho e fornecedora das informações, composta por José André de Sousa, responsável pelo Posto Avançado de Cedro; e Raimundo Geraldo Machado, agente auxiliar de Ater.

Postar um comentário

0 Comentários