14/03/2021

Pastor de Orós recomenda em live uso de ivermectina, sem eficácia comprovada contra Covid

  blogdoamauryalencar.blogspot.com.br       14/03/2021

 






Pastor criticou a proibição de cultos presenciais  (Foto: Pastor Josué / Instagram / Reprodução)
Pastor criticou a proibição de cultos presenciais (Foto: Pastor Josué / Instagram / Reprodução)

Em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais neste sábado, 13, Josué da Silva de Sousa, que atua como pastor na igreja Assembleia de Deus Ministério Madureira, no município de Orós, interior do Ceará, fez comentário de incentivo ao uso do medicamento ivermectina. O remédio é um antiparasitário, mais usado para o tratamento da escabiose (infestação por piolhos).

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até o momento, é incerto que a ivermectina reduza a mortalidade ou a infecção sintomática do novo coronavírus. A própria fabricante do medicamento, a farmacêutica Merck, já emitiu nota oficial afirmando que não tem dados disponíveis que sustentem a eficácia da ivermectina contra a Covid-19.

Na análise do medicamento, a empresa destaca três pontos. Não há base científica para um potencial efeito terapêutico contra Covid-19 em estudos pré-clínicos; não há evidência significativa para atividade clínica em pacientes com a doença e há uma preocupante ausência de dados sobre segurança da substância na maioria dos estudos.

Em vídeo postado, no entanto, o pastor diz não confiar na indústria farmacêutica que visa lucrar com a situação da pandemia. Josué aponta que o medicamento é amplamente recomendado por médicos e que o ingere como forma de tratamento precoce. “Tome Ivermectina. Aqui em casa todo mundo toma!”, declarou durante a live. 


Ainda, durante a transmissão, Josué também criticou o fechamento e proibição do funcionamento presencial de igrejas e templos religiosos em todo o Ceará. A medida foi imposta pelo governador Camilo Santana na última quinta-feira como forma de contenção das taxas de contágio por coronavírus. Segundo ele, as decisões são absurdas e uma jogada política que prejudica os fiéis, além da economia. “Daqui a 2 anos tem campanha para deputado estadual, federal e para governador”, aponta o pastor.

De acordo com o pastor, as igrejas têm um papel fundamental na vida espiritual e psicológica das pessoas. “Estão tirando nosso direito de ir e vir. Estão tirando nosso direito de crença!”, protestou.

O POVO entrou em contato com o pastor Josué da Silva para que entender o posicionamento divulgado. No entanto, até a publicação dessa matéria, não houve retorno. 

      Fonte o POVO 

logoblog

Thanks for reading Pastor de Orós recomenda em live uso de ivermectina, sem eficácia comprovada contra Covid

Previous
« Prev Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.