17/03/2021

Para 54% dos brasileiros, gestão de Bolsonaro na pandemia é ruim ou péssima, aponta Datafolha

 







Os erros na administração da pandemia da Covdi-19 que, até o momento, registra mais de 282.000 óbitos, derrubam ainda mais os índices de popularidade do presidente Jair Bolsonaro.

Uma pesquisa do Instituto Datafolha, publicada, nesta quarta-feira (17), aponta que, para 54% dos brasileiros, a atuação de Bolsonaro nas ações de combate à pandemia é ruim ou péssima. É o maior índice de rejeição do Chefe da Nação registrado desde o mês de março de 2020, quando começou a crise sanitária. Outro dado da pesquisa mostra que, entre os entrevistados, 43% apontam o presidente como o principal culpado pela fase aguda da pandemia.

Os governadores dos estados, que entraram na linha de frente para adoção de medidas que garantissem mais proteção à saúde da população, são vistos como culpados por 17% dos brasileiros, enquanto, para 9%, os responsáveis pela crise na saúde são dos prefeitos.


A rejeição é pouco maior em relação ao levantamento anterior – 48%, realizado nos dias 20 e 21 de janeiro, ficando, de acordo com os dados técnicos da pesquisa, dentro da margem de erro, que é de 2 pontos para mais ou para menos. Pelos números da nova pesquisa, apenas 22% dos entrevistados consideram a gestão ótima ou boa – o índice anterior era de 26%.

O percentual de brasileiros que consideram a administração regular era de 25% e, agora, ficou em 24%. De acordo com a pesquisa, 1% dos entrevistados não opinou. O Instituto Datafolha entrevistou, por telefone, 2.023 pessoas entre segunda (15) e terça-feira (16).

                                 Ceará Agora