Homem executado com vários tiros no distrito de Marrecas, em Tauá

 




Um homem identificado por José Carlos do Nascimento Feitosa, 30 anos, natural de Arneiroz, conhecido como Carlinhos, foi executado a tiros na manhã desta terça-feira (23), no distrito de Marrecas, zona rural de Tauá.

O crime aconteceu na Fazenda Paraíso. A esposa da vítima informou à Polícia Civil, que por volta das 10h dois homens chegaram na casa a pé se passando por policiais à procura de Carlinhos, que no momento não se encontrava na residência. Quando ela pediu uma identificação dos supostos policiais, logo descobriu que não era a Polícia e eles a renderam juntamente com os quatro filhos e todos foram trancados em um quarto da residência.

Após aprisionar os moradores, a dupla esperou a chegada de Carlinhos que ao retornar para casa foi abordado e levado para o interior da residência e executado com vários tiros na cabeça. Após o crime a dupla fugiu tomando rumo ignorado.

Características

Segundo a esposa da vítima um dos executores era moreno, usava uma blusa preta e estava armado com uma faca. O comparsa que estava armado de revólver, era alto e magro e tinha uma tatuagem no braço direito. 

Investigação

Carlinhos usava tornozeleira eletrônica e havia cumprido pena por um crime de homicídio praticado na localidade de Planalto em Arneiroz, há cerca de 15 anos. Ele ficou preso durante nove anos na Penitenciária Regional do Cariri, e em junho de 2020 ganhou liberdade condicional. Em outubro do ano passado foi morar na fazenda Paraíso onde na manhã de hoje foi executado. 

A Polícia Civil investiga o crime

Repórter Lindon Johnson

Postar um comentário

0 Comentários