16/03/2021

Governadores alertam para colapso nas redes hospitalares em todo o Brasil

 




A comissão especial do Senado criada para acompanha a evolução da pandemia no Brasil voltou a se reunir, nessa segunda-feira (15), e ouviu relatos dramático de governadores que alertaram, por meio virtual, que a pandemia da covid-19 pode provocar um colapso em hospitais públicos e privados do país até o fim de março.

Há poucos dias, ao participar de debates com outros Chefes de Executivos Estaduais, o governador Camilo Santana fez um apelo para ampla mobilização nacional e internacional, com a abertura de diálogo com a OMS, Organização Mundial de Saúde, para o Brasil avançar nos entendimentos para aquisição de vacinas.

O quadro desenhado pelo governador cearense ganhou uma nova dimensão no relato, exposto, nessa segunda-feira, pelos governadores de São Paulo, Espírito Santo, Maranhão e Rio Grande do Sul. Segundo o governador de São Paulo, João Doria, a pandemia de coronavírus provocou sobrecarga na rede hospitalar, especialmente nos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI).

‘’São Paulo tem a mais robusta estrutura hospitalar da América Latina, em hospitais públicos e privados. Já estamos chegando a quase 90% da ocupação de todos os leitos e rapidamente tendo uma necessidade de disponibilizar mais leitos”, disse João Doria, ao traduzir nas palavras o drama enfrentado em outros estados, como acontece, nesse momento no Ceará.

Em pequenas, médias e grandes cidades do Ceará aumenta a procura pelas unidades de saúde e, nessa segunda-feira (15), imagens captadas por moradores do município de Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza, com várias ambulâncias transportando pacientes deu uma dimensão ainda mais real do drama provocado pela pandemia da Covid-19


Ceará Agora