Tasso cobra urgência para CPI da Covid após Bolsonaro provocar aglomeração no Ceará

 





Tasso Jereissati, senador (PSDB) (Foto: Aurelio Alves/O POVO). (Foto: AURELIO ALVES)
Tasso Jereissati, senador (PSDB) (Foto: Aurelio Alves/O POVO). (Foto: AURELIO ALVES)



O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) cobra a “imediata instalação” da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, no Senado, após as cenas de aglomeração e desrespeito às medidas sanitárias vistas na passagem do presidente Jair Bolsonaro pelo Ceará, na última sexta-feira, 26; um dia após o Brasil bater recorde diário de mortes por coronavírus (1.582 óbitos em 24 horas).


O parlamentar ressalta que a postura de Bolsonaro foi uma tentativa de “desmoralizar” medidas mais rígidas de combate à pandemia que acabaram de começar no Estado.

“Ao conclamar a população para ir à rua, o presidente está mandando as pessoas à morte. Bolsonaro veio ao Ceará para tentar desmoralizar as medidas de restrição. Isso é criminoso”, afirmou o cearense ao blog do jornalista Gerson Camarotti.

Após a visita presidencial, o Ministério Público Federal (MPF) informou que acompanha de perto os desdobramentos e que poderia instaurar procedimentos para apurar possíveis irregularidades cometidas durante os eventos.

O órgão já havia encaminhado recomendações ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e às prefeituras de Fortaleza, Horizonte e Tianguá para instauração de procedimentos para evitar aglomerações, que acabaram acontecendo em Tianguá e em Caucaia.

      O POVO 

Postar um comentário

0 Comentários