INSS suspende obrigação de prova de vida por mais dois meses e amplia exame por biometria facial

 






O  Ministério da Economia e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anunciaram, nessa terça-feira (23), a prorrogação, por mais   dois meses, a exigência de realização da prova de vida para aposentados e pensionistas.

“É uma medida para dar tranquilidade a todos os aposentados e pensionistas”, destacou o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco.

Outra medida anunciada na área da previdência social é a ampliação da prova de vida por biometria facial: atualmente,  500 mil pessoas fazem parte desse projeto, mas, a partir do anúncio feito pelo Governo Federal,   5,3 milhões de segurados que não realizaram a prova de vida em 2020 serão chamados para fazer essa atualização de dados por meio virtual. O INSS não detalhou a quantidade de beneficiários no Ceará a serem chamados para a prova de vida por biometria.

O presidente do INSS, Leonardo Rolim, explicou que a prova de vida digital poderá ser feita por meio do aplicativo “Meu gov.br“, sem que as pessoas precisem ir a uma agência bancária. As informações serão comparadas com as bases de dados biométricos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Rolim disse, ainda, que a  partir de maio a prova de vida voltará a ser obrigatória.

“E isso pode ser feito também pelo celular, sem sair de casa”, observou o presidente do INSS.  “Estamos confiantes de que a maior parte da população conseguirá fazer a prova de vida de maneira simples”, completou. 


        Ceará agora  

Postar um comentário

0 Comentários