Com alta ocupação de leitos, MPCE recomenda medidas para garantir oxigênio em Sobral

 







66,44% dos leitos totais de enfermaria estão ocupados por pacientes com Covid-19 (Foto: Divulgação/MPCE)
66,44% dos leitos totais de enfermaria estão ocupados por pacientes com Covid-19 (Foto: Divulgação/MPCE)

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) recomendou que o município de Sobral adote medidas necessárias para garantir o abastecimento de oxigênio nas unidades de saúde. O órgão estadual cobrou ainda a elaboração de plano de contingência em caso de escassez do insumo e estoque mínimo de dez dias de consumo para o oxigênio e todos os demais produtos necessários — como aqueles usados para sedação e intubação.

O órgão estadual ainda questionou o Executivo municipal sobre o atual estoque de oxigênio para abastecimento das unidades de saúde, assim como eventuais procedimentos de compra já iniciados e em trâmite, com cópia de todos os contratos vigentes. A prefeitura tem o prazo de 10 dias úteis para comunicar o MPCE sobre o cumprimento das medidas.



Após o colapso de escassez de oxigênio no estado do Amazonas, outras federações do Brasil têm se preparado preventivamente para não enfrentar a mesma situação. No início de janeiro, por exemplo, o secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto, falou da intenção do Estado de aumentar em até 60% o número de respiradores disponíveis — o aparelho é fundamental para casos mais graves de coronavírus. Na época, o Ceará estava em 15º lugar no ranking entre os 26 estados e o Distrito Federal.


Em Sobral, o MPCE quer saber ainda a relação entre a administração municipal e a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). O órgão deseja saber se existe algum canal específico para troca de informações entre as direções e coordenações das unidades e a Sesa, assim como a frequência como esse controle é feito (em tempo real, diária, semanalmente) e outras informações pertinentes.

Três unidades de saúde de Sobral registram 100% de ocupação de leitos de UTI nesta quarta-feira, de acordo com dados do IntegraSUS, ferramenta da Sesa, atualizados na tarde desta quarta-feira. São eles: Hospital Regional Norte (54 leitos), Santa Casa de Misericórdia de Sobral (10 leitos) e Hospital Unimed de Sobral (três leitos).

O hospital de campanha da cidade, reativado no último dia 15 devido ao aumento dos casos, registra 87% de ocupação — são 15 leitos e apenas dois não estão ocupados. 343 habitantes de Sobral morreram em decorrência do novo coronavírus. A cidade registrou mais de 14 mil casos confirmados da Covid-19 e 1,2 mil casos suspeitos seguem em investigação. Nenhum óbito foi confirmado nas últimas 24 horas. 

    O povo 

Postar um comentário

0 Comentários