ASSARÉ É TERRA DE GIGANTES

 




 




E eis que na terra de Patativa, há mais um nome ilustre ligado a arte, o maestro Ferreira Júnior, carinhosamente chamado de Ferrerinha no meio Artísitico.

Musicista de excelente qualidade é um dos produtores musicais mais criativos de sua geração, e já emprestou seu nome em direções primorosas da cena musical sob sua batuta projetos musicais, artistas e espetáculos que sempre tiveram um brilho enorme provavelmente por causa de seu talento e primor com a música (o maestro tem um acabamento musical artesanal em cada obra) trabalhos como Assaré Band e Sons do Nordeste, mostra toda versatilidade, talento e arte.

Certamente na pequena Assaré que é terra de gigantes, o maestro Ferreira Júnior  bebeu em fontes riquíssimas de cultura tais como a Banda Cabaçal de Mestre Zé Lino, Grupo de Coco dos Biliscos, o Reisado de Caretas e a força dos Penitentes do Genezaré e toda a  diversidade que observava nas festas de Nossa senhora das Dores, padroeira de Assaré.

O desenho das obras de Ferreira Júnior mostram lindamente esse legado cultural. Esse DNA é latente em cada assinatura nas obras do musicista que tem como forte aliado a criatividade e inovação com um requinte sonoro impressionante, em  quaisquer das propostas que levam o universo artístico de Ferreirinha que é muito amplo,  grande, um nordeste sem tamanho, sem fronteira, sem risco e rabisco, a liberdade das interpretações, releituras e as lindas autorais que desfilam com muito vigor nas obras do menino de Assaré.

Mais que eclético, versátil e criativo, Ferreirinha mostra a todo instante o que é capaz quando traz sempre obras lindas de se ver e ouvir, com uma sutileza inteligente e sensível, e dando sempre luz e voz a sua referência mor, ao nordeste, aos nordestes, ao som, aos sons e a toda genialidade plural desse Assareense que honra sua terra, que orgulha Patativa e floresce o estado de satisfação.

Juninho Batista
Produtor Cultural
Siga-o no Instagram: @juninhobatistaprodutor
E-mail: contatoproducoesartistica@gmail.com  


Quixabeira do Assaré 

Postar um comentário

0 Comentários