Proprietários querem criar cooperativa de bares e restaurantes em Nova Olinda

 





Foto/Reprodução: O Dia

Um grupo formado por donos de bares, restaurantes e lanchonetes da cidade de Nova Olinda estão se articulando para a criação de uma cooperativa. A segunda reunião aconteceu na última quinta-feira (3), mas os proprietários já estavam se mobilizando há cerca de um mês, quando surgiram dúvidas sobre as permissões e proibições dos decretos estaduais para o funcionamento dos empreendimentos na região. De acordo com um dos empreendedores, David Marques, a articulação começou através de um grupo no WhatsApp, que reuniu proprietários que sentiram-se prejudicados com a proibição de bebidas alcoólicas em restaurantes e lanchonetes no município.

Segundo a advogada Rakel Matos, responsável por auxiliar o grupo, foi realizada uma conversa com o Ministério Público e explicado que não havia nenhuma restrição no decreto estadual que proibisse a venda nesses estabelecimentos. Após a conversa, ficou acordado que lanchonetes e restaurantes podem vender bebidas alcoólicas, mas devem seguir o decreto estadual e todas as normas sanitárias estabelecidas pelos órgãos de Saúde, como o uso de máscaras, obedecer ao distanciamento social, álcool em gel disponível aos clientes e ter um público reduzido. Em relação aos bares, só poderão ser liberados na próxima fase estabelecida pelo estado. Para Rakel, o objetivo principal é fortalecer o grupo e desenvolver o setor no município. “Sabemos que Nova Olinda é uma cidade pequena, mas com grande possibilidade de desenvolvimento. Temos a premissa de ajudar a construir esse desenvolvimento”, disse a advogada. Só poderão funcionar com venda de bebida alcóolica os restaurantes e lanchonetes.


JC 

Postar um comentário

0 Comentários