Resultado das Eleições em Belém: Edmilson Rodrigues é eleito prefeito com 51,76% dos votos no 2º turno

 





Edmilson Rodrigues foi eleito prefeito com 51,76% dos votos no 2º turno das eleições em Belém (Foto: Reprodução/ Facebook)
Edmilson Rodrigues foi eleito prefeito com 51,76% dos votos no 2º turno das eleições em Belém (Foto: Reprodução/ Facebook)

Edmilson Rodrigues (PSOL) foi eleito hoje, domingo, 29 de novembro (29/11), prefeito de Belém, capital do Pará, após conquistar 390.386 votos. O resultado da apuração equivale a 51,75% dos votos válidos. Edmilson disputou o segundo turno das eleições municipais de 2020 com Delegado Federal Eguchi.

Cerca de 363.898 votos foram recebidos por Euguchi, que acumulou 48,24% das indicações para assumir a prefeitura da capital do Pará, Belém. A colocação dos candidatos foi um reflexo do cenário do primeiro turno, quando Edmilson também despontava como candidato mais votado para assumir a prefeitura da cidade.

A contagem dos votos é divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Votos brancos corresponderam a 1,99% dos registrados, com 15.883 casos. Votos nulos pontuaram 3,66% dos registros, com um total de 29.273 casos.

SEGUNDO TURNO DAS ELEIÇÕES 2020

No Brasil, 18 capitais definiram seus respectivos futuros gestores municipais neste domingo, 29. Além delas, outras 39 cidades brasileiras também vivenciaram um segundo turno de votação. A região Nordeste é a que tem a maior quantidade de capitais que com segundo turno das eleições municipais de 2020, sendo sete cidades.


Em sequência, aparecem a região Norte com cinco capitais, região sudeste serão três capitais. Duas capitais presentem no Centro-Oeste terão segundo turno, enquanto na região sul, apenas Porto Alegre deverá definir os ocupantes da prefeitura neste domingo.

Os eleitores que por algum motivo não votaram no primeiro turno, já tendo justificado a ausência ou não, puderam votar normalmente. Aqueles que não compareceram às urnas devem justificar a ausência dentro do prazo estimado pela Justiça eleitoral, caso contrário ficarão impossibilitados de emitir passaporte e carteira de identidade entre outras coisas. Se o eleitor também não compareceu no primeiro turno, será necessário realizar duas justificações de ausência, uma para cada dia de votação.

o Povo 

Postar um comentário

0 Comentários