Eleições 2020: 16 urnas eletrônicas foram substituídas em Fortaleza

 




.TSE - Tribunal Superior Eleitoral.Urna eletrônica (Foto: Antonio Augusto/Ascom/TSE)
.TSE - Tribunal Superior Eleitoral.Urna eletrônica (Foto: Antonio Augusto/Ascom/TSE)

Vinte e uma ocorrências com urnas eletrônicas já foram registradas em Fortaleza até 10 horas deste domingo, 29, em que ocorre o segundo turno das Eleições 2020 na Capital e em Caucaia, na Região Metropolitana. Desse total, dezesseis urnas precisaram ser substituídas, de acordo com o balanço do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE).

Segundo o órgão, seis ocorrências de mesma categoria foram registradas em Caucaia até mesmo período da manhã e três urnas foram substituídas. Não foram registrados crimes eleitorais nas duas cidades do Ceará que realizam o segundo pleito. São considerados crimes eleitorais: boca de urna, uso de alto-falantes e compra de votos. 


Os principais defeitos nas urnas eletrônicas são das seguintes natureza: terminal do mesário, terminal do eleitor, impressora.


O TRE-CE esclarece que é permitido realizar manifestação de preferência por algum candidato, contanto que o apoio seja prestado de maneira individual e silenciosa.

Em Fortaleza, nas maiores zonas da cidade ainda não foi identificada nenhuma urna com defeito. São elas: Ari de Sá, Universidade Estadual do Ceará (Uece) e Universidade de Fortaleza (Unifor). 

Carlos Sampaio, Secretário de Tecnologia da Informação, concedeu entrevista e comentou sobre os defeitos registrados. Segundo ele não há nenhum prejuízo quanto a contabilização e segurança. "O único prejuízo seria quanto ao andamento . Quanto a segurança, os votos são transportados para a urna nova", afirmou.

( O povo)