A literatura de cordel é uma linguagem no formato de poesia ou verso popular geralmente impressa e divulgada em folhetos que são expostos em cordas, cordéis ou barbantes. Na região cratense, com a campanha Outubro Rosa em evidência, o gênero popular ganha uma versão importante, trazendo versos que abordam a necessidade do autocuidado e da prevenção, em especial das mulheres, com o câncer de mama.


Pensando nisso, o Sesc Crato, através da Atividade Educação em Saúde e Programa Cultura, em parceria com a Academia dos Cordelistas do Crato, vem por meio do Cordel da Prevenção trazer informações sobre a Campanha Mundial de Sensibilização e Prevenção ao Câncer de Mama, Outubro Rosa. O material consiste em destacar a Literatura de Cordel a partir da arte, numa linguagem poética e popular, abordando a necessidade do autocuidado e da prevenção, em especial das mulheres, com o câncer de mama. Uma forte característica dos folhetos de cordel são suas xilogravuras. A xilogravura do Cordel da Prevenção ficou por conta de um dos mais notáveis xilógrafos da região do Cariri, Maércio Siqueira.


“Nesta perspectiva, a iniciativa busca debater, conscientizar, promover saúde e prevenir doenças, uma vez que entende a saúde como um processo complexo atingindo aspectos físicos, sociais, psíquicos e não somente a ausência de doenças, como nos lembra a Organização Mundial da Saúde. É a partir dessa visão global, que tenta dar conta de vários aspectos da vida humana, que nasce este Cordel, fomentando o debate acerca do cuidado com a saúde, aliando a arte popular da poesia em cordel”, informa o Analista Assistencial da unidade cratense, Warley Marques.


A Academia dos Cordelistas do Crato é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 1991, por doze cordelistas, com o firme propósito de preservar o Cordel, singularidade cultural do Nordeste brasileiro. Hoje, é composta por dezoito poetas que ocupam importantes cadeiras, cujos patronos contribuíram para as letras nacionais. Além destes, mais três ocupantes como xilógrafo, tipógrafo e apologista, e mais seis sócias beneméritas, perfazendo um total de vinte e sete participantes.


Às vésperas dos 30 anos de existência, a ACC tem mais de mil títulos publicados e mais de um milhão de folhetos, levando o Nordeste para o mundo.


Para a Academia, a elaboração do cordel, em parceria com o SESC-Crato, confirma os laços culturais que unem as duas instituições, e reafirma o compromisso social de que se reveste a entidade.

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib