Morador do Distrito de Nenelândia, zona rural de Quixeramobim, o agricultor aposentado Alexandre Cavalcante de Holanda, vai acionar a justiça contra cobranças que ele considera abusivas da Enel Distribuição Ceará.

Segundo ele, em sua residência há apenas uma geladeira, televisão e ventilador, o que não justificariam os valores das fatura de energia que vem recebendo. O aposentado procurou um advogado e apresentou quatro faturas com os seguintes vencimentos e valores:

10/08/2020: R$ 1.082,64
10/09/2020: R$ 4.165,20
10/10/2020: R$ 1.467,12
10/11/2020: R$ 3.624,10

Juntas, as cobranças chegam a casa de R$ 10.339,06. Em conversa com a reportagem, Alexandre informou que quando recebeu a conta de agosto efetuou o pagamento por medo de cortarem. "Eu me assustei quando recebi. Sou transplantado, compro medicamentos e esses R$ 1,082, até hoje, estou pagando! Só tenho uma televisão, geladeira e ventilador. Como uma pessoa transplantada, que já passou por hemodiálise, com o aposento de um salário mínimo, consegue sobreviver com isso?", questionou ele.

Ao receber os outros três papéis, Alexandre resolveu procurar um advogado. Rômulo Filho, que representa o agricultor na ação, informou que trata-se de uma cobrança excessiva e que vai solicitar o ressarcimento da primeira conta paga por ele porque necessitava da energia: "O senhor Alexandre possui eletrodomésticos que não tem a menor condição de consumirem o valor cobrado. Vamos entrar com a inexistência do valor cobrado da dívida e indenização. Ele é uma pessoa doente, idosa, precisa da energia e chega uma conta dessa? Causa danos a ele", ponderou. 


Quixeramobim Agora 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib