Foto > Reprodução/ instagram




O Ministério Público Eleitoral (MPE) entrou, na última sexta-feira (2) com uma ação de investigação judicial por atos abuso do poder público, bem como uso indevido de comunicação da prefeitura de Barbalha pelo atual prefeito Argemiro Sampaio (PSDB), e seu vice, José Ernandes Oliveira Garcia. O documento ainda pede a Justiça Eleitoral a impugnação do registro de candidatura destes para as Eleições 2020 no município.

Conforme protocolado pelo promotor eleitoral Nivaldo Magalhães Martins, houve pedido de Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra Argemiro e Ernandes Garcia (PROS), sob acusação de abuso de autoridade e uso indevido dos meios de comunicação em benefício desta candidatura. Portanto, solicita Justiça Eleitoral a inelegibilidade dos investigados pelos próximos oito anos, bem como a cassação do atual mandado do gestor público, devido as denuncias de abuso de poder.

Contactada pela reportagem, a assessoria do prefeito Argemiro informou que nem ele, e nem o seu vice foram notificados pelo MPE, e que a coordenação jurídica destes ainda não tomaram conhecimento sobre o caso.  

(Badalo) 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib