A imprevista pandemia de Covid-19 impactou as rotinas do setor privado, das famílias e também do serviço público. Um dos atendimentos comprometidos foi o do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que já contabilizava enorme fila de espera antes mesmo da crise de saúde. No Ceará, o órgão encerrou o mês de setembro com 132,5 mil pessoas aguardando retorno sobre algum benefício. 

O número foi repassado pelo próprio INSS ao Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI). Procurado, o instituto informou que não se manifestará quanto aos dados. Conforme detalha a presidente do IBDP, Adriane Bramante, do total de requerimentos abertos no Estado, 80,4 mil são referentes a pedidos de aposentadoria. 

O volume é o sétimo maior entre os estados e o segundo do Nordeste, atrás somente da Bahia, que possui 123,5 mil solicitações de aposentadoria.

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib