Foto > Reprodução / Redes sociais 




Uma imagem compartilhada nas redes sociais nesta terça-feira (27), mostrou um animal, utilizado no transporte de cargas em carroças, suspenso após o peso sobre o veículo tombar e levanta-lo. O registro, divulgado pela Associação Defensora dos Animais Carentes em Juazeiro do Norte (ADAC), ganhou bastante repercussão quanto ao ato de crueldade sobre o animal, que aparentava levar mais do que suportava.

De acordo com a associação, a cena foi vista em uma residência no bairro Salesianos esta manhã, no qual foi publicada no perfil do Instagram da ADAC, com um pedido de apelo à subseção de Juazeiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), bem como a Polícia Ambiental para intervir no caso.


A vereadora Jaqueline Gouveia, que também milita em defesa dos animais, se posicionou afirmando que esteve no local e está realizando as medidas cabíveis. “Estive no local e identifiquei os carroceiros, que são de um depósito de material de construção. Para minha surpresa, um deles já havia me agredido antes. Esses animais são explorados pelos homens de todas as formas e sofrendo todas as atrocidades da escravidão“, afirmou.

A Polícia Militar Ambiental foi acionada e esteve no local para tirar o animal da posição, além de apreender a carroça e conduzir os dois carroceiros à delegacia. Um deles já respondia por crimes, e usava tornozeleira eletrônica. A presidente da Comissão dos Direitos dos Animais da OAB, a advogada Dra. Amanda, bem como alguns representantes de instituições como Refúgio dos Animais e Arca de Noé estiveram com a vereadora na Delegacia Regional de Juazeiro do Norte para formalizar uma denúncia contra os carroceiros.

O candidato a prefeito de Fortaleza pelo Partido Verde (PV), Célio Studart, também se posicionou sobre o caso. Ele é um dos principais defensores da causa animal no Ceará, e além de afirmar que uma de suas propostas é justamente banir a exploração animal por carroceiros, cobrou atitude da gestão municipal e da população. “Já está tramitando na Câmara Federal projeto de lei contra as carroças! Mas quem pode acabar no município é o Prefeito, e a população deveria cobrar esse compromisso, pois existem sim formas de ter carroça sem tração animal, sem essa crueldade absurda”, disse.  


( Badalo) 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib