Jati, Ceará - 21.08.2020 Rompimento da tubulação de barragem que recebe água da Transposição do Rio São Francisco no Ceará, em Jati (Foto: Francelio Cardoso)
Jati, Ceará - 21.08.2020 Rompimento da tubulação de barragem que recebe água da Transposição do Rio São Francisco no Ceará, em Jati (Foto: Francelio Cardoso)

O Castanhão deve começar a receber as águas do Rio São Francisco no primeiro semestre de 2021. A previsão é da Secretaria de Recursos Hídricos (SRH), que atualmente trabalha em testes nas barragens do Cinturão das Águas do Ceará (CAC) para avaliar se a estrutura está segura e evitar acidentes como o de Jati.

Em Jati, uma das primeiras paradas cearenses das águas do Velho Chico, uma tubulação da barragem estourou ao receber as águas no dia 21 de agosto. Para impedir outros acidentes do tipo, o volume hídrico está sendo liberado aos poucos. A estimativa é que os testes sejam concluídos ainda em outubro.


Depois dos testes, o prazo seria de dois meses para a chegada das águas do Velho Chico ao Castanhão, açude que abastece Fortaleza. Como os resultados de segurança do CAC têm sido positivos até o momento, a SRH acredita que o primeiro semestre de 2021 deve marcar o abastecimento.

A ideia é aproveitar o período de chuvas e os rios cheios para garantir que o açude seja abastecido mais rapidamente. Além disso, o avanço na época de chuvas evita evaporação da água e desvio por infiltração.

De acordo com a SRH, as águas do São Francisco já estão próximas dos 45 quilômetros (km) de um total de 53 km - distância de Jati até o riacho Seco, em Missão Velha.

O caminho das aguas ate Fortaleza
O caminho das aguas ate Fortaleza (Foto: luciana pimenta)

Acesse os especiais do O POVO sobre a transposição do Rio São Francisco:

2 de maio de 2016
À espera de Francisco - A peleja da água 

11 de setembro de 2017
As águas de Francisco 

13 de outubro de 2017
A premência pela água  


o Povo 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib