A Pesquisa Nacional de Saúde do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística mostrou que nove a cada dez nordestinos dependem exclusivamente do sistema público de saúde. A constituição brasileira prevê que qualquer pessoa pode ir a uma Unidade Básica de Saúde ou a um hospital para receber atendimento de graça. Ao longo dos anos, o Sistema Único de Saúde tornou-se referência no tratamento de diversas doenças e no fornecimento de medicamentos da atenção primária a casos de alta complexidade.

O Brasil tem o maior sistema público de transplantes. Segundo o Ministério da Saúde, 96% dos procedimentos são custeados pelo SUS. Além dos transplantes, o SUS está à frente do tratamento integral de inúmeras doenças, sendo referência para o mundo pela atuação em muitas delas, como HIV/AIDS, tuberculose, hepatites e hanseníase.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, 585 mil pessoas que vivem com o vírus HIV no País realizam a terapia antirretroviral em unidades da rede pública de saúde. No mês de julho, o custo com medicação de HIV no Hospital São José foi de quase R$ 2 milhões. Por dia, a unidade recebe uma média de 250 pacientes, que vão ao hospital fazer a retirada do medicamento.

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib