O Pró-Brasil deverá contar com investimentos públicos de, ao menos, R$ 1,8 bilhão no projeto de duas ferrovias, a Fico (Ferrovia de Integração do Centro-Oeste) e a Fiol (Ferrovia de Integração Oeste-Leste). Com isso, espera atrair R$ 15,5 bilhões em investimentos privados até 2023. Mantido em sigilo pela Casa Civil, o plano terá como pilares obras públicas e privadas e mudanças legais levadas adiante primordialmente pelos ministérios da Infraestrutura e do Desenvolvimento Regional. O jornal Folha de S. Paulo teve acesso a parte do material que será apresentado por Bolsonaro no lançamento do programa, ainda sem data definida. O investimento público em ferrovias consta como carro-chefe para a criação de um novo corredor logístico no país, o que o ministro Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) considera uma herança de sua gestão.


                          

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib