Pré-candidato à prefeitura de Juazeiro do Norte pelo Podemos, Glêdson Bezerra, então vereador na cidade, cedeu entrevista ao Portal Badalo e falou sobre propostas de campanha, a relação com o pré-candidato à vice em sua chapa, Giovanni Sampaio (PSD), e sobre o concurso de Juazeiro do Norte.

Glêdson afirma que Giovanni foi um dos maiores apoiadores de sua carreira política. O pré-candidato à vice rompeu oficialmente com Arnon Bezerra (PTB), de quem é vice no mandato atual. “Pensei em dar uma pausa na politica. O grande incentivador [da carreira política] foi o próprio Giovanni”, afirmou Glêdson ao Portal Badalo.

Quando questionado sobre a possibilidade de convocar os aprovados no Concurso Público Municipal de Juazeiro do Norte, o pré-candidato afirma que necessitaria antes analisar a folha de pagamento. “É preciso uma auditoria”, completa Glêdson que, enquanto vereador, chegou a questionar diversas vezes a procedência e justificativa dos cargos. Contudo, o vereador entende que a convocação dos concursados é um direto garantido por lei e por súmula do STF. “A lei garante que eles sejam convocados”, afirma.

Segundo ele, “tudo que aconteceu nesse concurso até hoje foi um verdadeiro descaso. A folha de pagamento [da prefeitura] está na casa de 57%, e o teto é 53%”. O pré-candidato afirma que, “com informações soltas”, são cerca de 4 mil funcionários contratados. “Eles não têm décimo nem férias, nem piso [salarial] nem adicional noturno”, afirmou Glêdson ao Portal Badalo.

A pré-candidatura foi oficializada em convenção na última sexta (11). Os partidos que compõe a coligação são o Podemos, Pros, PSD, PSC e PMB. Nomes da política local como Normando Sóracles (PSD) e Doriam Luacena (Pros) também foram a base de apoio da candidatura.

Propostas

Glêdson Bezerra afirma que vai basear as propostas em transparência aliada à honestidade e ética associada a eficiência na aplicação dos recursos. “Zelo e eficiência, tal qual fiz na câmara dos vereadores”, afirmou o pré-candidato pelo Podemos, que também já foi presidente da câmara de Juazeiro do Norte.

O político afirma que investirá em saúde, que segundo ele está sucateada. “Juazeiro não tem hospital”, afirmou.
Ele aponta que valorizar os profissionais, oferecer remédios e médicos em PSF são pontos fundamentais, assim como a distribuição de órteses e próteses. Cortar gastos desnecessários e contratos superfaturados também são promessas de campanha.

Para a educação, Glêdson fala no “sonho da escola integral” para tornar o ensino mais atrativo, com aulas de dança, arte e música no contra turno.

“Espero ser eleito. Estou sentindo um carinho enorme das pessoas, e vamos trabalhar 101% das forças para a eleição”, conclui Glêdson Bezerra.

( badalo) 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib