Durante esse período de pandemia a necessidade de locomoção e o respeito ao distanciamento social alavancou a venda de bicicletas em todo o mundo. No Cariri não foi diferente, diversas lojas tiveram todo seu estoque esgotado nos primeiros meses de isolamento social.



                              Foto > Reprodução 


Segundo a Associação Brasileira do Setor de Bicicletas, as vendas cresceram muito nos últimos meses. Entre maio e junho, a alta foi de 20%, em relação ao mesmo período de 2019. Entre junho e julho, a alta foi ainda mais expressiva: 118%.

Além de ser um meio de transporte saudável, é bom para o meio ambiente por diminuir as emissões de gás carbônico, entre outros poluentes.

Kele Calixto, acadêmica de Educação Física, conta que o interesse pela bike veio desde a infância, mas que durante a pandemia colocou a compra da bicicleta como prioridade, assim como muitas pessoas em seu ciclo social, que ou compraram uma bicicleta, ou começaram a pedalar nesse período.

Beto Ciclo, dono de uma loja de bicicletas no Crato, conta que vendeu todo o estoque que tinha, não só de bikes, como também de acessórios.

Não estamos conseguindo repor o estoque porque a demanda está demais. Muita procura de bike, assessórios, e serviços. Acredito que na pandemia, por ter fechado as academias e a bicicleta por ser um esporte que você pode praticar sozinho, e manter a distância, aumentou muito a procura. O comércio de bike aumentou demais, e, além de manter o distanciamento, você adquire saúde.  


    ( Badalo)  

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib