A poucos dias do início do período de convenções para homologação de candidaturas às eleições de 2020, os dirigentes partidários começam a discutir a divisão dos recursos do Fundo Eleitoral destinados ao financiamento da campanha dos pretendentes ao cargo de prefeito ou a uma vaga de vereador.

Alguns pré-candidatos, porém, decidiram se antecipar e anunciaram que desistiriam de receber recursos públicos para o financiamento da campanha. É o caso do pré-candidato, pelo Podemos, Samuel Júnior, que, em publicação em suas redes sociais, oficializou à executiva estadual do partido que abre mão de qualquer ajuda partidária, verba ou material de campanha proveniente do Fundo Partidário ou Fundo Eleitoral. O dinheiro público, segundo Samuel, ‘’deveria ser utilizado para gerar o bem estar da população ao invés de ser utilizado para uso eleitoral’’.

  

Ceará agora 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib