O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) comunicou, por meio de nota, na madrugada desta quinta-feira, que o vazamento na tubulação da Barragem Jati, que libera águas da Transposição do Rio São Francisco para o Cinturão das Águas, está sob controle, mas, por questão de prevenção e segurança, 2.000 moradores que residem no entorno do reservatório foram evacuados.

              

O rompimento da tubulação do reservatório aconteceu pouco mais de 24 horas após terem sido abertas as comportas para canalização do Cinturão das Águas. A medida é uma das etapas para as águas do Rio São Francisco chegarem a diferentes barragens no Interior do Ceará, como o Castanhão, que abastece, também, cidades da Grande Fortaleza.

Veja abaixo nota do Ministério do Desenvolvimento Regional

Nota à imprensa: situação da Barragem Jati, no Eixo Norte do Projeto São Francisco

Brasília-DF, 21/8/2020 – O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) informa que, de forma preventiva e zelando pela preservação de vidas em primeiro lugar, decidiu evacuar moradores que vivem no entorno da Barragem Jati (CE), em decorrência do vazamento registrado, nesta sexta-feira (21), em um dos condutos da estrutura.

Apesar de o vazamento já ter sido contido, existe a dificuldade de avaliação técnica da estrutura, por conta da falta de iluminação neste momento. Como a prioridade é garantir a segurança da população, a decisão é evacuar as cerca de 2 mil pessoas, residentes no raio de 2 km da barragem. A medida segue o Plano de Ação Emergencial (PAE) elaborado para o empreendimento.

Os moradores estão sendo informados por meio de carros de som e por profissionais da defesa civil local e da empresa operadora, que também estão indo diretamente às residências. Com o apoio do MDR, essas famílias estão sendo transportadas para hotéis, pousadas e alojamentos na região ou poderão ir para casas de parentes e amigos até que sejam feitas todas as avaliações técnicas das estruturas do reservatório.

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib