Está em fase de planejamento por parte do Governo do Ceará, através da Secretaria da Saúde, a instalação de salas de estabilização nos municípios cearenses de menor porte que não contam com hospitais de alta complexidade para o atendimento de pacientes com problemas de saúde que demandam mais complexidade. A informação foi repassada pelo governador Camilo Santana, na noite desta segunda-feira (10), através das redes sociais.

O gestor estadual explicou o papel que o espaço vai cumprir dentro da rede pública estadual de saúde. “Estamos discutindo um grande projeto da Secretaria da Saúde, que são as salas de estabilização para pequenos municípios cearenses. Eles vão ter uma sala equipada para que, em casos graves, o paciente possa ser estabilizado até ser transferido para um hospital de alta complexidade”, disse Camilo, que ressaltou a importância de equipamentos adquiridos durante a pandemia para o tratamento de pessoas com Covid-19. “Esses respiradores serão fundamentais pra equipar essas salas aqui no Ceará. Nós vamos construir e equipar toda uma rede, para que cada vez mais, dentro do Programa de Modernização da Saúde, 90% das necessidades de saúde de cada região possam ser atendidas na própria região”, informou.

Camilo Santana garantiu que boa parte da estrutura montada nesse período de combate ao novo coronavírus ficará à disposição dos cearenses para o tratamento de outras enfermidades. “Durante essa pandemia foram mais de 2.800 leitos abertos, sendo mais de 900 UTIs, e muitas delas vão permanecer funcionando para atender toda a rede de saúde pública do Ceará”, comentou. O chefe do Executivo estadual mostrou o trabalho do Governo do Ceará na estruturação da sua rede de saúde. “Estamos universalizando o Samu, cada uma das cinco macrorregiões de saúde do Estado vai ter um hospital próprio de alta complexidade, rede de policlínicas, UPA, Centros de Especialidades Odontológicas, o Samu aéreo, portanto, estamos estruturando toda uma rede de saúde para que a gente possa garantir uma eficiência maior no atendimento à população cearense”, reforçou.

Pandemia

Para atualizar a população da situação momentânea que o Ceará atravessa no tocante aos casos de Covid-19, o governador disse que “os números têm melhorado, com queda tanto de casos como de óbitos em todas as regiões do Ceará. A que estava mais complicada era a do Cariri, mas também está em queda”.

No dia em que o Estado ultrapassou os 524 mil testes realizados, a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), do Ministério da Saúde, iniciou os trabalhos do seu laboratório de testes para a Covid-19 no Eusébio. A unidade tem capacidade para analisar até 10 mil testes diariamente. Camilo Santana destacou que o reforço será importante para garantir a sustentabilidade do retorno de setores que ainda não foram autorizados. “É um grande investimento que foi feito aqui no Ceará e hoje iniciaram os testes, que serão fundamentais para que a gente possa garantir que setores que ainda estão aguardando o início de suas atividades por conta do risco de aglomerações possam retornar”, pontuou.

Nesta terça-feira (11), Camilo Santana se reunirá, virtualmente, com governadores de outros estados brasileiros. O Executivo cearense disse que vem mantendo contato com os demais para analisar o trabalho que cada unidade federativa vem desempenhando no combate a essa pandemia. “Tenho conversado sempre com alguns governadores para fazer uma avaliação de como está a situação da Covid-19 em seus estados. O Ceará está à frente de muitos nas fases do plano de retomada da economia. Sempre temos discutido a preocupação, o zelo, a responsabilidade dessa reabertura da economia para que não tenhamos nenhum retrocesso em relação à pandemia nos estados”, disse.

Para finalizar, o governador fez questão de relembrar sobre a importância do uso da máscara, obrigatória no Ceará. “É uma forma de prevenção a você, seus familiares e amigos”, reforçou Camilo Santana.

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib